Boletim Seridoense - Cultura, política e comportamento. Colaboracoes sao benvindas. e-mail: dedeabel@msn.com


29/11/2007


VILMA VISITA A TERMOACU

http://tonimartins.zip.net

Governadora visita obras da Termoaçu

Ontem, cumprindo agenda no Vale do Açu, a governadora Wilma de Faria esteve na Termoaçu, visitando as obras que já estão com 93% dos serviços concluídos.

Inicialmente, o presidente José Paulo Vieira apresentou detalhes do projeto a governadora e sua comitiva formada por deputados, prefeitos, auxiliares do governo, lideranças´políticas, empresários e jornalistas.

A cima, foto da comitiva na Termoaçu.  



Escrito por Toni Martins às 10:59:08

Escrito por dedeabel às 19h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

BENFICIAMENTO DE ALGODAO NO RN

Fonte: http://tonimartins.zip.net

 

Finobrasa inicia beneficiamento de algodão

A governadora Wilma de Faria foi convidada pelo presidente do grupo Vicunha, Ricardo Steinbruch, a acionar os botões que dão força à engrenagem mecânica de beneficiamento de algodão.   

A empresa Finobrasa, localizada no município de Ipanguaçu, deu início nesta quarta-feira (28) ao beneficiamento da produção deste ano.

O Estado é o único no país a reunir as condições de clima e solo para a cultura do algodão de fibra longa, competindo em pé de igualdade com o algodão produzido em países como Egito,

Na foto, o momento em que a foi dado o início da operacionalização da usina.



Escrito por Toni Martins às 11:26:04
[
  ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Escrito por dedeabel às 19h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

FERRUGEM AMEACA ESTADIO DE FUTEBOL

www.patosonline.com

Estádio Perpetão está com estrutura comprometida

O Estádio Perpétuo Correia Lima, o Perpetão, de Cajazeiras, apresenta problemas em sua estrutura: paredes sem reboco, colunas com ferro descoberto, além de infiltrações. O gerente da praça esportiva, Moisés Barroso, não esconde sua preocupação e afirmou ao DIÁRIO DO SERTÃO que se não houver uma atitude do Governo do Estado algo de pior pode acontecer.

Ciente da situação, Moisés encaminhou um ofício ao secretário de Esportes do Estado, Ruy Carneiro, a quem apelou por ajuda urgente. Barroso anexou ao documento várias fotos e um minucioso relatório. As providências pedidas ao secretário são explicadas pela proximidade da vistoria no Estádio pela Federação Paraibana de Futebol.

No ofício, Moisés Barroso diz que está enfrentando sérias dificuldades para administrar o Perpetão. “Só temos dois servidores, um eletricista e um auxiliar de serviços gerais e os mesmos estão em processo de aposentadoria. Não podemos contratar prestadores de serviços, pois há três anos que não recebemos nenhum repasse desta secretaria. Estamos devendo ao comércio local desde a outra administração (CODEPAR)”, revela o texto que o DIÁRIO teve acesso com exclusividade.

O DIÁRIO DO SERTÃO também flagrou o estado de abandono do Estádio que tem um muro destruído e a casa do cacimbão está prestes a cair, bem como paredes das cabines dos cronistas esportivos que ruíram.

Do portal Diário do Sertão

Escrito por dedeabel às 19h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

EXPORTADORES DO RN: NEGOCIOS COM A MAURITANIA

Jornal de Hoje:

Sheik faz negócios com exportadores do RN

Segundo o diretor-presidente da Companhia Docas do RN, Renato Fernandes, visita de comitiva árabe é resultado da Mostra Potiguar na Federação das Indústrias de São Paulo

Com cobertura da rede de televisão All Jazeera, maior veículo de comunicação dos Emirados Árabes, o sheik da República Islâmica da Mauritânia, Abderranhmane Mohaned El Hacen visita o Estado do Rio Grande do Norte durante dois dias, com o objetivo de manter contato com exportadores e possíveis fornecedores de produtos para a Mauritânia.

Presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil Mauritânia (CCIBM), o sheik veio acompanhado do vice-presidente da CCIBM, Mahmud El Orra e hoje pela manhã, mantiveram contato com empresários na cidade de Guarabira (PB). No período da tarde, a comitiva mauritânia se reúne no Porto de Natal com exportadores. De acordo com o diretor-presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), Renato Fernandes, a visita da comitiva da CCIBM é resultado da apresentação do Estado durante uma semana na Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp).

Renato Fernandes explica que a comitiva da CCIBM analisa a posição geográfica do RN e conseqüentemente do Porto de Natal, como ponto de partida para a exportação de produtos como frango, carne de charque, arroz, sal e até mesmo açúcar. Segundo Renato, um primeiro navio de porte pequeno com capacidade para aproximadamente 500 conteineres deve abrir as exportações do RN para a República Islâmica da Mauritânia. "A Mauritânia é produtora de petróleo e grande consumidora de produtos alimentícios e de outros gêneros", ressalta o diretor da Codern, Renato Fernandes.

Câmara de Comércio e indústria Brasil Mauritânia
A CCIBM foi fundada por um grupo de empresários brasileiros e mauritanos radicados no Brasil, constituída para facilitar e incrementar as relações comerciais e econômicas entre os dois países, com o objetivo de colaborar para o desenvolvimento humano e pacífico das duas nações. 

 Uma das visões destacadas pela Câmara é o empreendedorismo, reconhecida pelos associados como ponto primordial para o crescimento econômico. A pesca e o minério de ferro foram os principais indústrias da exportação do país até 2005.

Repórter: Redação

Escrito por dedeabel às 19h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PERDENDO O MEDO DE DENUNCIAR MAUS JUIZES

População está procurando mais a Corregedoria

Desembargador Cristóvam Praxedes, corregedor geral, afirma que as pessoas estão perdendo o medo em denunciar os maus juízes

O desembargador Cristóvam Praxedes, que está a frente da Corregedoria Geral de Justiça do Rio Grande do Norte desde o começo deste ano, visitou a redação de O Jornal de Hoje na manhã desta quarta-feira. Durante quase uma hora, ele conversou com os funcionários do jornal, fez um balanço positivo das ações desenvolvidas pela Corregedoria e agradeceu a cobertura que a imprensa vem dando aos projetos desenvolvidos pelo órgão durante o ano de 2007.

Desde o dia 8 de janeiro, quando assumiu o cargo de Corregedor Geral de Justiça, o desembargador Cristóvam Praxedes vêm adotando medidas enérgicas para fazer cumprir a Lei nas Comarcas do Rio Grande do Norte. Uma de suas principais bandeiras é fazer com que os juízes residam nas cidades onde trabalham, garantindo assim uma maior agilidade ao andamento dos processos. Dentro desse aspecto, ele convidou o corregedor do Conselho Nacional de Justiça, ministro Cezar Asfor, para conversar com os magistrados no Estado sobre esta questão.

"As medidas que nós adotamos ainda estão em andamento. Algumas representam grandes mudanças e nós sabemos que as transformações são difíceis de serem processadas e, às vezes, não são muito bem aceitas. Antes mesmo de assumir a função, eu disse aos desembargadores que iria assumir essa bandeira e agora estamos lutando para que os juízes cumpram o que determina a Lei. Tenho a responsabilidade de fazer o que o Conselho Nacional de Justiça determina", comentou o corregedor.

Outra ação da Corregedoria que ganhou destaque foi a atuação em relação aos registros imobiliários. Até pouco tempo, cartórios de muitas Comarcas não exerciam corretamente suas atividades, gerando confusão e prejuízos para quem adquiria imóveis. "Nós nomeamos um juiz corregedor só para cuidar desse problema. Como fruto deste trabalho, o registro de um tabelião no interior foi caçado. Agora, vamos atuar nos cartórios do litoral, tendo em vista que a comercialização de terrenos e imóveis está sendo muito grande nessa área do Estado", explicou Praxedes.

O corregedor destacou ainda que o número de pessoas que procuram a Corregedoria do Tribunal de Justiça para denunciar a má atuação dos juizes estaduais está aumentando. "A população está perdendo o medo de procurar a Corregedoria para denunciar e isso está sendo muito bom porque ajuda bastante a fiscalização dos maus magistrados", lembrou.

Cristóvam Praxedes falou também que a Corregedoria está preocupada com a questão dos crimes que estão acontecendo em Natal. Segundo ele, um juiz será solicitado especialmente para atuar nessa questão. "Já fizemos reuniões com os juizes criminais e com a cúpula da Polícia e agora vamos procurar a governadora porque queremos exercer uma fiscalização mais direta em relação ao trabalho da Polícia Judiciária", completou o desembargador. 

Repórter: Redação

Categoria: Direito
Escrito por dedeabel às 19h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

AILTON MEDEIROS E ALEX MEDEIROS NA FM 95

Daniel Freire, Jornal de Hoje

>> Nitroglicerina

A FM 95 prepara para o início de 2008 a estréia de um programa de debate político. E deve ferver, já que terá como debatedores os jornalistas Alex Medeiros e Ailton Medeiros. O programa será diário, de segunda a sexta, das 18h às 19h.

Escrito por dedeabel às 19h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

MATERIALISMO E RELIGIAO, JUNTOS?

vICENTE SEREJO, JORNAL DE HOJE:

FRASE

De Milton Medran Moreira, procurador, espírita e defensor do espírito como matéria da filosofia: 'Porque o espírito foi seqüestrado pelo formidável conluio pós-moderno materialismo/religião'.

Escrito por dedeabel às 19h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

REARTICULANDO OS TRENS URBANOS DO RN, PB E AL

http://oliveirawanderley.zip.net

(fonte)

 

 

Audiência Pública

Debate sobre sistemas de trens urbanos de

Natal, João Pessoa e Maceió será dia 18

Foto: Divulgação

A audiência pública sobre os projetos de Modernização e Expansão dos Sistemas de Trens Urbanos de Natal, João Pessoa(PB) e Maceió(AL) será realizada no dia 18 de dezembro, pela Comissão de Desenvolvimento Urbano, na Câmara dos Deputados. A audiência foi solicitada pela deputada Fátima Bezerra (PT).

 

Estão sendo convidados o ministro das Cidades, Márcio Fortes; o diretor presidente da Companhia Brasileira de Trens Urbanos – CBTU, Elionaldo Magalhães; o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo; o diretor de Planejamento, Expansão e Marketing da CBTU, Raul De Bonis, os três superintendentes da CBTU de Natal, João Pessoa e Maceió, entre outros.

 

Segundo a deputada, os projetos apresentados pela CBTU nos "Estudos de Pré-Viabilidade de Projetos de Grande Vulto" para os três sistemas têm por finalidade transformar as linhas de trens em sistemas modernos, eficientes, seguros e integrados ao sistema de transporte de cada uma dessas localidades.

Foto: Oliveira Wanderley

 

Sistema de trens na Grande Natal

 

Em Natal, o projeto de modernização do sistema de trens urbanos já foi iniciado e está sendo aproveitado no Plano de Desenvolvimento Estratégico Sustentável da Região Metropolitana, coordenado por Tânia Bacelar, cuja equipe é composta de técnicos da UFRN, especialistas em desenvolvimento urbano.

 

O plano aponta o trem como uma solução indispensável para a nova acessibilidade da Região Metropolitana de Natal.

 

Os técnicos propõem a ampliação do projeto da CBTU de modernização dos dois ramais operantes Natal/Parnamirim e Natal/Ceará-Mirim com a criação de um novo ramal para atender o futuro aeroporto de São Gonçalo do Amarante e Macaíba.

 

Também está proposta a revitalização do ramal ferroviário, desativado, para levar os serviços do trem urbano aos municípios de São José e Nísia Floresta. Ou seja, oito dos nove municípios que compõem a Região Metropolitana de Natal passariam a ser atendidos pelo Trem.



Escrito por Oliveira Wanderley às 16h53
[
  ] [ envie esta mensagem ]

Escrito por dedeabel às 19h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

DOSSIE SOBRE ENSINO E RELIGIAO

.


A partir deste mês a Revista Educação passa a publicar material exclusivo da revista Le Monde de l´Education. Neste número inaugural da parceria, Educação acrescenta ao conteúdo de seu dossiê sobre ensino e religião, reportagens que dão conta de mostrar ao leitor aspectos da realidade de três países europeus sobre a questão: França, Bósnia-Herzegovina e Irlanda do Norte.

Escrito por dedeabel às 19h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PRIMAVERA DOS LIVROS 2007

4.

Escrito por dedeabel às 19h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

28/11/2007


PROSTITUTAS DO MUNDO, UNI-VOS

RUY CASTRO

200 chibatadas

RIO DE JANEIRO - Em Qatif, Arábia Saudita, na semana passada, uma jovem de 18 anos foi condenada a seis meses de prisão e 200 chibatadas por ter sido estuprada por sete homens. Você não leu errado. Para o tribunal saudita, a culpa foi da própria moça, por ter ido se encontrar num shopping com um homem "que não era seu parente".
Para nossa sensibilidade ocidental, uma história dessas remete a ritos medievais e inaceitáveis. Mas a desdita da garota de Qatif podia ser pior. E se ela tivesse de cumprir seus seis meses de prisão numa cela brasileira?
A sina da menor L., de 15 anos, presa durante 26 dias numa cela em Abaetetuba, 130 km de Belém, junto de 30 homens que a estupravam, provocou reações internacionais piores do que a da garota saudita -pela dimensão da barbárie, ainda maior, e porque a Justiça brasileira, a quem cabia zelar pela integridade de uma adolescente sem culpa formada, fracassou miseravelmente.
Sem falar nos agravantes cruéis. Primeiro, L. foi jogada àqueles homens pela ação de uma delegada. A Justiça paraense levou 15 dias para descobrir que a menina estava na cela, mas a juíza a quem se informou do caso não tomou medidas efetivas para tirá-la dali. Com a história definitivamente à tona, a governadora do Estado admitiu saber que aquele não era o primeiro caso do gênero no Pará -embora, pelo visto, ainda não tivesse tomado providências para impedi-los de acontecer. Por sua vez, a titular de uma teórica Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, com status de ministra, confessou que não sabia da existência desse problema em carceragens pelo país.
Poderiam ser homens os protagonistas dessa insensibilidade tão brasileira -geralmente são- e seria tão grave quanto. Só faltam agora condenar L. a 200 chibatadas.

Escrito por dedeabel às 20h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

RICO CADA VEZ MAIS RICO, POBRE CADA VEZ...

CLÓVIS ROSSI

Fatalidade

SÃO PAULO - Ler o mais recente relatório sobre o desenvolvimento humano da ONU traz à memória, inexoravelmente, esta frase de Mário de Andrade: "Progredir, progredimos um tiquinho, que o progresso também é uma fatalidade".
Ou, como prefere um contemporâneo, o economista brasileiro Flávio Comin, um dos autores do relatório de desenvolvimento humano divulgado ontem pelo PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), é preciso ter cautela na hora de avaliar a importância da classificação do Brasil entre os países de alto desenvolvimento humano.
"O Brasil vem avançando em termos absolutos e caindo em termos relativos", diz Comin. Ou, usando uma formulação que vai se tornando lugar-comum, mas nem por isso é incorreta: "É a questão do copo meio cheio ou meio vazio. Para mim, o copo está meio vazio".
O que torna o copo ainda mais vazio é o fato de que o PNUD compra, como é a praxe, a versão oficial de que a desigualdade no Brasil está se reduzindo, o que não é fato.
O que há, conforme pesquisadores do Ipea já atestaram, é uma elevada subdeclaração dos rendimentos financeiros por parte dos mais ricos, enquanto os mais pobres declaram sua renda real, o que faz parecer que a distância caiu. Não caiu, atesta o próprio presidente do Ipea, Marcio Pochmann, em texto de julho para o jornal "Valor Econômico": "A parte da renda do conjunto dos verdadeiramente ricos afasta-se cada vez mais da condição do trabalho, para aliar-se a outras modalidades de renda, como aquelas provenientes da posse da propriedade (terra, ações, títulos financeiros, entre outras). (...)A renda dos proprietários (juros, lucros, aluguéis de imóveis) cresceu mais rapidamente que a variação da renda nacional e, por conseqüência, do próprio rendimento do trabalho".
É, pois, "tiquinho" e "fatalidade".


crossi@uol.com.br

Escrito por dedeabel às 20h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

RICO CADA VEZ MAIS RICO, POBRE CADA VEZ...

CLÓVIS ROSSI

Fatalidade

SÃO PAULO - Ler o mais recente relatório sobre o desenvolvimento humano da ONU traz à memória, inexoravelmente, esta frase de Mário de Andrade: "Progredir, progredimos um tiquinho, que o progresso também é uma fatalidade".
Ou, como prefere um contemporâneo, o economista brasileiro Flávio Comin, um dos autores do relatório de desenvolvimento humano divulgado ontem pelo PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), é preciso ter cautela na hora de avaliar a importância da classificação do Brasil entre os países de alto desenvolvimento humano.
"O Brasil vem avançando em termos absolutos e caindo em termos relativos", diz Comin. Ou, usando uma formulação que vai se tornando lugar-comum, mas nem por isso é incorreta: "É a questão do copo meio cheio ou meio vazio. Para mim, o copo está meio vazio".
O que torna o copo ainda mais vazio é o fato de que o PNUD compra, como é a praxe, a versão oficial de que a desigualdade no Brasil está se reduzindo, o que não é fato.
O que há, conforme pesquisadores do Ipea já atestaram, é uma elevada subdeclaração dos rendimentos financeiros por parte dos mais ricos, enquanto os mais pobres declaram sua renda real, o que faz parecer que a distância caiu. Não caiu, atesta o próprio presidente do Ipea, Marcio Pochmann, em texto de julho para o jornal "Valor Econômico": "A parte da renda do conjunto dos verdadeiramente ricos afasta-se cada vez mais da condição do trabalho, para aliar-se a outras modalidades de renda, como aquelas provenientes da posse da propriedade (terra, ações, títulos financeiros, entre outras). (...)A renda dos proprietários (juros, lucros, aluguéis de imóveis) cresceu mais rapidamente que a variação da renda nacional e, por conseqüência, do próprio rendimento do trabalho".
É, pois, "tiquinho" e "fatalidade".


crossi@uol.com.br

Escrito por dedeabel às 20h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

GREVE DE FOME DO BISPO CAPPIO

Ministro critica nova greve de fome de religioso

DA AGÊNCIA FOLHA, EM RECIFE

O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, disse ontem que a nova greve de fome do bispo da cidade de Barra (BA), dom Luiz Flávio Cappio, "parece chantagem". Segundo ele, o governo federal não vai paralisar as obras de transposição das águas do rio São Francisco nem negociar o fim do protesto.
"Lamento profundamente que Cappio tenha enveredado por esse caminho, contrariando o dogma da igreja de que atentar contra a própria vida é pecado", disse Geddel, em entrevista por telefone.
Segundo Geddel, sua única iniciativa foi entrar em contato ontem com o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), "para pedir a ele que deixe uma estrutura médica à disposição do bispo Cappio".
O ministro rebateu a acusação do religioso, de que o governo federal teria se recusado a discutir o projeto. Disse que quando assumiu o ministério, em março, convidou o bispo para conversar, mas ele não veio.
Sobre a chance de um acordo para acabar com o jejum, Geddel disse: "Não tem o que negociar, a forma como ele está colocando parece chantagem".
Ainda de acordo com o ministro, as obras não vão parar por causa disso. "Resta apenas lamentar e pedir a Deus pela sua misericórdia, e que devolva o bom senso a Cappio", declarou Geddel.
(FG)

Escrito por dedeabel às 20h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

BISPO CAPPIO E CONTRA A TRANSPOSICAO

"Agora não vai ter barganha", diz dom Luiz Cappio

DA AGÊNCIA FOLHA, EM RECIFE

O bispo de Barra (610 km de Salvador), dom Luiz Flávio Cappio, 60, afirmou estar disposto a manter o jejum até a morte, caso seja preciso. Por telefone, Cappio disse à reportagem que "ninguém" concorda com seu protesto, mas afirmou que desta vez não recuará. Leia, a seguir, trechos da entrevista. (FG)

 

FOLHA - Qual o limite do protesto?
LUIZ FLÁVIO CAPPIO -
Até o fim.

FOLHA - Até a morte?
CAPPIO -
Claro, se for preciso. O rio e o povo merecem.

FOLHA - O sr. consultou as instâncias superiores da igreja?
CAPPIO -
Consultei, sim, conversei, mas, na minha opinião, a gente é senhor da própria vida. Deus nos deu a vida para que ela seja doada. Ninguém está de acordo comigo, porque ninguém quer ver o irmão ser sacrificado, mas, se for preciso, eu estou aqui para essa prova.

FOLHA - Mesmo que as instâncias superiores proíbam, o sr. está disposto a manter a greve?
CAPPIO -
Estou, sim. Comuniquei a nunciatura apostólica, que representa o santo padre, comuniquei a CNBB, meu arcebispo, todos. E todos me aconselham a não fazer isso, porque têm muito amor e me querem vivo. Mas respeitam meu gesto.

FOLHA - Há espaço para negociação com o governo?
CAPPIO -
Não. Agora não vai ter barganha. É definitivo.

Escrito por dedeabel às 20h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

BISPO CAPPIO NAO QUER A TRANSPOSICAO

Bispo inicia nova greve de fome contra transposição

D. Luiz Cappio protesta contra obra no São Francisco e diz que Lula não cumpriu palavra

Presidente diz que bispo o obriga a escolher entre ele e 12 milhões que precisam de água: "E não tenha dúvida que eu ficarei com os pobres"

FÁBIO GUIBU
DA AGÊNCIA FOLHA, EM RECIFE

O bispo de Barra (610 km de Salvador, BA), dom Luiz Flávio Cappio, 60, iniciou na manhã de ontem uma nova greve de fome contra a transposição das águas do rio São Francisco.
O religioso, que em 2005 permaneceu 11 dias em jejum em Cabrobó (PE), escolheu desta vez uma capela em Sobradinho (BA) para protestar. Segundo ele, o governo "não cumpriu o que prometeu" ao negociar o fim do primeiro protesto: "Ele prometeu suspender o projeto e debater com o população, mas a resposta foi o início das obras, usando o Exército", declarou.
Ele está na capela de São Francisco, a cerca de três quilômetros do rio. No local, ele fez sua última refeição, às 7h30: café, pão com manteiga e pedaços de melancia e melão. Desde então, bebe apenas água. Sua nova rotina incluirá a celebração de uma missa por dia, às 19h.
O início do novo jejum ocorreu no mesmo instante em que representantes da CPT (Comissão Pastoral da Terra) anunciavam, em Brasília, o encaminhamento de uma carta assinada por Cappio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No documento, datado de 4 de outubro, o religioso faz duras críticas ao presidente: "O senhor não cumpriu sua palavra. O senhor não honrou nosso compromisso. Enganou a mim e a toda a sociedade".
Em entrevista ao "Jornal da Record", Lula criticou a decisão: "Lamento, porque a primeira vez que ele esteve comigo, dois anos atrás, o que ele reivindicava é que nós fizéssemos uma revitalização do rio São Francisco. Nunca houve a quantidade de investimento que o governo federal está fazendo para recuperar o rio São Francisco. O bispo me coloca em uma situação complicada. Porque eu tenho de escolher entre ele, que está fazendo uma greve de fome premeditada, e 12 milhões de nordestinos no Rio Grande do Norte, na Paraíba, em Pernambuco e no Ceará que precisam da água para sobreviver. E não tenha dúvida que eu ficarei com os pobres".
Na carta ao presidente, o bispo anunciou o reinício da greve de fome e condiciona o fim do protesto à retirada do Exército dos eixos norte e leste da transposição e o arquivamento "definitivo" do projeto e justifica sua disposição de manter o jejum por tempo indeterminado: "Quando Jesus se dispôs a doar a vida, não teve medo da cruz".
Em junho passado, durante a invasão do canteiro de obras da transposição em Cabrobó, o bispo de Barra esteve no local e conclamou os 1.200 manifestantes a resistirem. "Mesmo que os inimigos vierem armados com as armas da morte, vamos responder com as armas da vida", afirmou. "O governo se tornou a voz de um pequeno grupo da elite e, infelizmente, o presidente Lula se tornou refém do capital internacional."
O presidente da CNBB, d. Geraldo Lyrio Rocha, e o secretário-geral, d. Dimas Lara Barbosa, divulgaram nota na qual dizem ter clareza de que "a transposição do rio São Francisco traz consigo muitas implicações, não havendo unanimidade nem mesmo na Igreja", mas esperam "que o diálogo se estabeleça a fim de que a vida e a justiça prevaleçam sobre quaisquer outras razões".

Escrito por dedeabel às 20h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

OPOSICAO BURRA?

Alan Marques/Folha imagem
Reunião das bancadas do PSDB e DEM do Senado para mapear votos contra prorrogação de imposto do cheque e definir estratégia

Escrito por dedeabel às 19h58
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

LULA REBATE FHC

Lula rebate FHC e diz que sabe governar melhor do que tucano

À noite, tucano diz que sempre é alvo dos ataques do presidente: "Ele não consegue dar uma entrevista sem me dar uma agulhada e quer que eu não fale?"

JOSÉ ALBERTO BOMBIG
LEANDRO BEGUOCI
DA REPORTAGEM LOCAL

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva respondeu pela primeira vez às críticas de seu antecessor, Fernando Henrique Cardoso, sobre sua falta de escolaridade. Em entrevista ao "Jornal da Record", disse que "é verdade que ele [FHC] teve mais anos de escolaridade, mas é verdade que eu sei governar melhor do que ele".
Na semana passada, FHC pediu "brasileiros melhor educados, e não liderados por gente que despreza a educação". Lula não tem curso superior.

O presidente afirmou que as críticas de FHC têm algum fundamento: "Obviamente que, se comparar a educação, a formação intelectual do Fernando Henrique Cardoso, ele é muito mais estudado do que eu". Disse contudo que sabia governar melhor do que o tucano e que não ficará criticando o sucessor: "Quero mostrar que é plenamente possível um presidente da República, depois de cumprir o seu mandato, fechar a boca e deixar o outro governar".

Ontem à noite, em São Paulo, FHC disse que só dá "cutucadas" em Lula "quando ele [o petista] exagera". O tucano também afirmou que foi mal-interpretado. "Eu estava defendendo o PSDB", afirmou o ex-presidente. "Nós não somos de elite só porque somos acadêmicos e trabalhamos. O povo brasileiro gosta de trabalhar e de aprender, eu não estava criticando [o Lula]. Não pode haver preconceito contra quem sabe. Está se invertendo a situação no Brasil. Saber não é errado."

Segundo ele, sua afirmação em Brasília não teve um caráter preconceituoso. "Já dei declarações de que não é preciso ser doutor para ser presidente. Agora, também não é empecilho ser doutor."
Antes de saber das críticas de Lula no "Jornal da Record", FHC comentou a alfinetada que Lula lhe dera à tarde. O petista disse que presidentes, em geral, não gostam de conferência, a não ser "antes ou depois, como vida profissional, para ganhar dinheiro". Com freqüência, FHC é chamado para participar de eventos como conferencista.

"Ele [Lula] não consegue dar uma entrevista sem me dar uma agulhada e quer que eu não fale? Nos Estados Unidos, o ex-presidente [Bill] Clinton briga com o presidente [George] Bush a valer. Uma agulhada aqui, outra ali, faz parte da natureza humana. Mas não me peça para eu ficar calado e comece a me agulhar. Eu não sou são Sebastião", disse FHC.

"Vou continuar falando quando eu puder, tiver interesse e propriedade. O presidente atual é quem deve ser mais cuidadoso ao falar dos outros ex-presidentes, porque o outro pode dar uma cutucada mais forte, já que não está no cargo."


Colaborou a Sucursal de Brasília

Escrito por dedeabel às 19h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

O onipotente comercio das drogas

Fonte: www.patosonline.com

Mulher denuncia venda de droga em Praça de Patos

Uma mulher que se identificou apenas como “Francisca”, participou via telefone do programa Cidade em Debate, na última sexta-feira (23/11), para denunciar que a Praça Edivaldo Motta, antiga Praça do CEPA, está servindo para comercialização de droga durante a noite.

 

A mulher afirmou que após algumas horas da noite, elementos usam o espaço público para consumir, e até comercializar droga.

 

Ela fez um apelo através do rádio, para que a polícia, intensificasse mais a fiscalização daquele local, sobre tudo, nas altas horas da noite.

 

A Praça Edivaldo Motta, é um dos cartões postais de Patos, estando localizada, segundo os historiadores, em dos pontos onde teria surgido a cidade de Patos.

 

A preocupação da ouvinte, supostamente de nome Francisca, também se refere ao fato de várias estudantes permanecerem a maior parte do dia naquela praça, já que a mesma fica em frente a tradicional Escola Monsenhor Vieira.

 

Marcos Oliveira

Escrito por dedeabel às 19h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Dom Delson: 'Amar a natureza como a si mesmo'

Fonte: www.blogdomatheusaraujo.blogspot/

Escrito por Dom Delson, Bispo de Caico

Estamos habituados a ouvir a afirmação: vivemos num mundo complexo. É verdade, o nosso tempo é de grande complexidade. Quem viveu ou vive numa realidade agrícola com seu ritmo de vida lento, em que o homem procurava esperar a resposta da natureza e obedecer seu curso, está habituado a uma enorme simplicidade. No contexto rural do passado, os resultados da ação humana eram quase sempre previsíveis. Contava-se apenas com as variantes naturais e poucas intervenções do próprio homem. Na sociedade moderna tecnocrata de alta complexidade, as exigências são incomensuráveis. Daí a necessidade de atitudes novas e múltiplas para enfrentar as freqüentes mudanças com suas surpreendentes exigências.

O mundo transformou-se num grande mercado, onde os produtos são oferecidos, cada dia, numa variedade sem fim e apresentados com cativantes vantagens para o ser humano. O homem transforma-se em mero consumidor. Neste ambiente consumista, o valor da pessoa está associado à sua capacidade de consumir. Assim, a comunidade dos humanos é classificada de acordo com o poder de consumo. As pessoas que têm alto poder aquisitivo e, portanto, de consumo são classificadas como classe alta e as que têm poder médio de consumo como classe média e as que têm pouco poder de consumo como classe baixa e as que não têm nenhum poder de consumo são classificadas como excluídos.

Nesta visão, o ser humano é identificado não pelo que é, mas pelo que consome. Ora, a mídia trabalha fortemente não só para apresentar bem os produtos, mas para transformar as pessoas em fiéis consumidores. Os consumistas pagam alto preço para adquirir os objetos do seu prazer, os seus produtos descartáveis. Para consumir tanto é necessário ganhar muito e cada vez mais, uma vez que o “prazer” de consumir não tem limites. Dentro deste esquema consumístico, a vida humana tornou-se refém do trabalho que gera renda, que compra produtos, que prometem a felicidade.

Aliás, esta consiste somente em consumir o que a mídia dita. Como não é possível que todo o mundo consuma do mesmo jeito, a divisão social está feita. Quem pode consome, quem não pode paga o preço da depredação do meio ambiente e do sistema concentrador de renda.

As indústrias produzem mais e vendem mais. As reservas de matéria prima para a produção industrial também são limitadas. O planeta sofre por estas razões, entre outras: as reservas vão sendo esgotadas, o resíduo industrial não tratado é jogado no meio ambiente que o danifica. O planeta é limitado e é necessário entender isso!

A sede de consumir é alimentada pela publicidade massiva. Aumenta em escala crescente o número de consumidores. Aumenta a oferta. Mas não se pensa nas conseqüências do crescimento industrial para o meio ambiente. Resultado: poluição dos rios e da atmosfera, destruição das matas, diminuição da água potável, aquecimento do planeta com suas nefastas conseqüências, transformação da Terra num grande cemitério de lixo, um imenso lixão. E o futuro?!O homem tem que aprender a conviver com a natureza, respeitando-a. A Lei natural foi deixada pelo Criador, inscrita em toda realidade, quando violada volta-se contra o próprio homem. O imperativo ético do nosso tempo é amar a natureza como a si mesmo.

Um caso concreto: o Rio Piranhas está perecendo. O Município exulta com as fábricas de tecelagens. A população tem emprego. Todos ganham com o dinheiro circulando. As famílias têm como sobreviver. Mas todos perdem com a morte do rio. A poluição compromete a vida de toda população servida com a água do Piranhas. Há possibilidade das fábricas continuarem produzindo sem poluir o rio.

Basta que se cumpram as leis ambientais e não sejam jogadas no rio a lama química, resíduo da indústria. Há alguma empresa que está fazendo a sua parte e não está poluindo. Deve ser exemplo para as demais. Os governos dos municípios, do estado e da federação devem atuar para evitar tamanhos danos contra a vida. O poder judiciário também deve fazer a sua parte. Os órgãos ambientais cumprem o seu papel e lutam para que o meio ambiente seja preservado.

No entanto, é preciso dizer que não são somente as tecelagens que poluem o Rio Piranhas. Uma grande parcela da responsabilidade vem da própria população que não cuida do rio e nele joga todo tipo de lixo doméstico, além dos esgotos das cidades que não têm ainda suas bacias de tratamento. Os grandes desafios do nosso tempo é reverter a situação de degradação da natureza, aprendendo a conviver com ela e cumprir o mandamento: amar a natureza como a si mesmo.

Escrito por dedeabel às 19h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Girassol e Milho no Oeste do RN

Blog de Toni Martins:

 

Wilma de Faria no Baixo –Açu

 

Hoje, quarta-feira, na parte da manha, a governadora Wilma de Faria estará visitando o Distrito Irrigado do Baixo Açu, onde conhecerá de perto à Unidade de Produção de Sementes Básicas da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), no município de Alto do Rodrigues, onde é desenvolvido os projetos Girassol e Milho.

 

A governadora assistirá o início da colheita e beneficiamento do algodão. De lá segue até a Termoaçu, onde será recebida pelo presidente da obra, Dr. José Paulo Vieira e sua equipe.

Categoria: Oeste
Escrito por dedeabel às 19h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

27/11/2007



Edson Ruiz/Footpress

 
Arquibancada do estádio Fonte Nova cedeu no último domingo e sete pessoas morreram

 

Arquibancada do estádio Fonte Nova cedeu no último domingo e sete pessoas morreram

Escrito por dedeabel às 23h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

EM DEFESA DA MULHER

fonte:    http://pedrofreirefilho.zip.net

Republicamos selo da campanha pelo fim da violência contra as mulheres.

Do blog: www.vandersonfreizer.zip.net

Escrito por dedeabel às 23h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

O castelo de Chambord, no vale do Loire, na França

Transcrito da Revista Espaço Acadêmico nº 78, nov.2007.
http://www.espacoacademico.com.br/078/78pereira.htm
http://www.espacoacademico.com.br - © Copyleft 2001-2007
É livre a reprodução para fins não comerciais, desde que o autor e a fonte sejam citados e esta nota seja incluída
Pausa para refrescar os olhos: o castelo de Chambord, no vale do Loire, na França. Simplesmente belíssimo! Foto Izabel Faria

Escrito por dedeabel às 22h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

26/11/2007


Ministério Público Federal investiga programa de Jô Soares

DAYANNE MIKEVIS
da Folha Online

 

Eduardo Knapp/Folha Imagem
Ministério Público Federal investiga programa por possível manifestação de preconceito
Ministério Público Federal investiga programa por possível manifestação de preconceito

O Ministério Público Federal no Rio de Janeiro informou nesta segunda-feira que investiga o "Programa do Jô", exibido depois do "Jornal da Globo" pela TV Globo, por suposta manifestação de preconceito.

Segundo a procuradoria, houve denúncias sobre uma entrevista que abordava a questão de mulheres submetidas à cirurgia no clitóris na África e que comentários do apresentador podem ter manifestado preconceito em relação a hábitos e costumes culturais daquele continente.

As entidades que levaram a denúncia ao MPF acusam o programa de desrespeito a comunidades negras.

A representação está sob os cuidados da procuradora dos direitos do cidadão Márcia Morgado.

O programa foi ao ar no dia 18 de junho de 2007. A assessoria de imprensa do programa informou que não recebeu nenhuma notificação sobre o procedimento.

 

Escrito por dedeabel às 21h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

FERNANDO HENRIQUE, VULGAR E MESQUINHO

FERNANDO DE BARROS E SILVA

ABC da miséria nacional

SÃO PAULO - "Sabemos falar muito bem a nossa língua (...). Queremos brasileiros melhor educados (sic), e não brasileiros liderados por gente que despreza a educação, a começar pela própria." O que foi isso? Um acesso de esnobismo? Uma manobra diversionista para desviar o foco do mensalão tucano? Inveja e despeito? Um pouco de tudo, mas antes de mais nada Fernando Henrique Cardoso foi vulgar e mesquinho ao açular nesses termos o velho preconceito de classe que ele um dia já combateu.


Que o professor emérito e de carreira internacional tenha tropeçado no idioma nativo justamente quando zombava do metalúrgico pouco letrado é um detalhe cômico que só torna o episódio mais grotesco. O essencial não está, obviamente, no maltrato da língua, o que nem é novidade. O sociólogo um dia já manobrou muito bem as idéias, mas nunca foi um estilista. Seu texto é sofrível. Também nisso é legítimo representante da elite local.
Os tucanos falam muitas línguas, são gente que trabalha e estuda, que estuda e trabalha, disse o príncipe. Pois os estudiosos deveriam ler as 90 páginas da denúncia do procurador-geral Antonio Fernando Souza sobre o valerioduto do PSDB. Está em português, claro e cristalino.

Ali o esquema de rapinagem dos cofres públicos a serviço de Eduardo Azeredo em 1998 é descrito como "origem e laboratório" do mensalão petista. A diferença entre a farra mineira e a que se deu sob Lula seria de escala. Não é uma gincana muito edificante.

"Estamos aprendendo com a Era Fernandina como de fato ficou brutalmente estúpido ser inteligente", escreveu no caderno Mais!, ainda em 2001, o filósofo Paulo Arantes. O "apagão" da inteligência progressista desde então só avançou. E já ficou claro a essa altura que tal breu está relacionado à falta de perspectiva decente para o país. Ou, como disse João Moreira Salles em entrevista à Folha, "nossas ambições se tornaram mais medíocres". É um moço bem-educado. E ele FHC conhece muito bem.

Charge


 

Escrito por dedeabel às 21h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

NOVA AABB EM MACAU

Coisa boa

Os funcionários do Banco do Brasil, tem mais um motivo para sorrir na cidade de Macau, a Associação atlética do BB, adquiriu um terreno nas mediação da COHAB onde deverão iniciar a construção da nova AABB, um novo espaço preparado para região o que deverá atrair muita gente bacana para estas bandas.

Categoria: Politica
Escrito por dedeabel às 20h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

OS REAIS DOS ROYALTIES

TRANSFERÊNCIA  DOS ROYALTIES DO PETRÓLEO - NOVEMBRO 2007

 

 

 

 

1o. MOSSORÓ..................................R$ 1.689.842,19

 

2o. MACAU......................................R$ 1.653.219,22

 

3o. GUAMARÉ....................................R$ 1.537.827,82

 

4o. AREIA BRANCA............................R$  888.004,90

 

 

MACAU ACUMULADO 2007.........R$ 17.029.672,29

 

 

Fonte: Agência Nacional do Petróleo - ANP

Escrito por dedeabel às 20h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

BOLSA DE VALORES EM ALTA

Ações da BM&F têm grande procura

NOTA DO BLOG:

O Brasil precisa aplicar mais no mercado de capitais. O mundo desenvolvido tem um mercado de capitais atuante e dinamico. A economia agradece. Gera-se emprego, producao e renda. O investimento é feito nas empresas. Um país desenvolvido tem poupanca, mas aplica  no mercado de capitais. Muitas empresas procuram o Bovespa para se financiar. As pessoas acreditam nos projetos das empresas e compram acoes. Mas é um mercado de risco. Quanto maior o risco, maior o lucro... ou a perda!

 

 

Após sucesso na estréia das ações da Bovespa, em outubro, novo lançamento na sexta-feira atrai muitos investidores

Analistas recomendam cautela e lembram que outros IPOs não tiveram resultado tão positivo no começo dos negócios

FABRICIO VIEIRA

A história recente dos IPOs (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) mostra que os desempenhos iniciais são bastante díspares, inclusive com empresas com boas projeções amargando baixa ao chegarem à Bolsa.

Há ações que passaram a ser negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo neste ano que tiveram valorizações consideráveis em seu primeiro pregão, mas isso não é regra.

Distorção
"Os bons resultados de alguns IPOs distorcem a realidade do dia-a-dia da Bolsa, marcado por altas e baixas. Antes de entrar em um IPO, é recomendável avaliar o perfil e histórico da empresa, seus resultados e perspectivas", afirma o diretor-geral do INI (Instituto Nacional de Investidores), Théo Rodrigues.
"A sensação que há é de que a procura [por BM&F] acabe sendo ainda maior que pelas ações da Bovespa. Mas é importante que as pessoas comprem ações dentro de sua capacidade financeira", diz Rodrigues.

O bom momento da economia brasileira e da própria Bolsa de Valores (alta de 37% no índice Ibovespa neste ano) está levando mais empresas a buscar a Bovespa para se financiar. Já foram houve 61 IPOs em 2007, mais do que o dobro dos lançamentos de 2006, que foi o melhor ano da década nesse quesito. As ações da BM&F (Bolsa de Mercadorias & Futuros) estão programadas para começarem a ser negociadas na próxima sexta-feira, dia 30.

Escrito por dedeabel às 07h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

DESAFIADOR DA CONSCIENCIA DO BRASIL

Diretor de "Tropa de Elite" é tema de reportagem no "NYT"

DA REPORTAGEM LOCAL

O cineasta José Padilha, diretor do filme "Tropa de Elite", foi tema de longa reportagem na edição de sábado do jornal "The New York Times". Escrito pelo correspondente Alexei Barrionuevo, o texto foi publicado na seção fixa de perfis do diário.
Sob o título "Um cineasta e um desafiador da consciência do Brasil", a reportagem narra a trajetória de Padilha no cinema, a partir do documentário "Os Carvoeiros", de 1999, até o debate em torno da atuação da polícia suscitado por "Tropa de Elite".

O filme, que estréia nos EUA no dia 25 de janeiro, já havia sido tema de reportagem no "New York Times". Em 14 de outubro, dois dias depois da estréia no Brasil, o jornal publicou matéria sobre o longa, tratando inclusive da pirataria do filme.
"Eu não sei o que isso significa, mas nunca esperei criar este grande fenômeno social", afirmou Padilha na reportagem de anteontem.
O diretor disse ainda que o filme foi "grosseiramente mal-entendido por alguns, especialmente no Brasil".

 

 


Escrito por dedeabel às 07h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

NEPOTISMO NO TCE, COMO PODE?

Conselheiro emprega, sem concurso, parentes no TCE

Desconhecidos pelos funcionários do órgão, três filhas e um genro de Eduardo Bittencourt Carvalho recebem salário e vários benefícios desde a década de 90

Marcos Böttcher, chefe-de- gabinete de Bittencourt, diz que não sabe se os quatro familiares trabalham de fato no Tribunal de Contas

LILIAN CHRISTOFOLETTI
DA REPORTAGEM LOCAL

Conselheiro vitalício do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo há quase 17 anos, Eduardo Bittencourt Carvalho, 65, mantém três filhas e um genro como funcionários nomeados em seu gabinete.
Nem Bittencourt nem um funcionário dele nem o próprio tribunal confirmam se os quatro parentes efetivamente trabalham no órgão. Os respectivos salários também são mantidos em sigilo -apesar de as informações serem públicas.
"Eu não sei [se trabalham no gabinete]", diz o chefe-de-gabinete de Bittencourt, Marcos Renato Böttcher.

Escrito por dedeabel às 07h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

NIEMAYER CONTINUA GENIAL

Omar Freire/Secom MG
Maquete do futuro Centro Administrativo de Minas Gerais

Categoria: Engenharia
Escrito por dedeabel às 07h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

POLARIZACAO PT E PDT INCOMODA

Tiroteio

Precipitar o debate de 2010, como fazem PT e PSDB, é típico de quem não conhece a máxima de Neném Prancha: "treino é treino, jogo é jogo".


Do deputado MIRO TEIXEIRA (PDT-RJ), integrante do grupo de parlamentares que apóia o presidenciável Ciro Gomes (PSB-CE), citando umas das frases atribuídas ao folclórico ex-roupeiro do Botafogo para criticar a polarização do debate eleitoral entre tucanos e petistas.

Escrito por dedeabel às 07h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

GARIBALDI NA PRESIDENCIA DO SENADO

Santinhos. Garibaldi Alves (PMDB-RN) faz campanha aberta pela presidência do Senado. No casamento da filha do marqueteiro de Lula, João Santana, pedia votos e dizia contar com o apoio de José Maranhão (PB), antes cotado para assumir a vaga.

Folha SP

Escrito por dedeabel às 07h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PARTIDO MAIS COERENTE DO BRASIL SE REORGANIZA

Painel

RENATA LO PRETE
painel@uol.com.br

Olha eu aqui

A cúpula do PT traçou meta ousada para as eleições internas que realizará no domingo que vem: levar pelo menos 320 mil filiados para escolher o comando de seus diretórios nacional, estaduais e municipais.
Trata-se de um número superior aos 210 mil que participaram do congresso petista deste ano e aos 314 mil que foram às urnas na disputa de 2005, em meio à crise do mensalão.

O quórum daquela ocasião foi propagandeado pelos dirigentes como "prova" de que a militância não havia se esvaído por causa dos escândalos. Agora, o objetivo é outro: sinalizar para Lula, cada vez menos necessitado do partido, que o PT tem força para liderar o processo de sua sucessão em 2010.

Escrito por dedeabel às 07h24
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Pacífico Fernandes defende Consorcio Intermunicipal de Saude

Em entrevista a Petrucio Ferreira na Emissora Rural de Caico neste domingo, o pre-candidato a prefeito de Caico pelo PMDB Pacifico Fernandes enalteceu as acoes do Consorcio Intermunicpal de Saude. A União de forcas para enfrentar os problemas municipais.  Consórcios Intermunicipais para melhorar a atuação do poder publico.

 

Vejamos alguns exemplos bem sucedidos:

 

Saúde

Na Baixada Fluminense existe o Cisbaf (Consorcio Intermunicpal de Saúde da Baixada Fluminense. Funciona um "Pacto pela Saúde da Baixada Fluminense" que foi redigido após a intervenção federal que houve no Rio. Propôs a  reforma e reaparelhamento de 25 postos de saúde para atendimento 24 horas em dois anos. Metade dos gastos seria da União, o restante de Estado e municípios.

 

Os hospitais do Serido estao sofrendo. Parece que o Consorcio Intermunicipal anda desprestigiado. Com a palavra os gestores publicos, com explicacoes a populacao.

 

Turismo

A ordem é associacao. Até o Turismo na Paraíba tem optado pelo consorcio. A Prefeitura de Junco do Serido (PB) faz parte do Consorcio Intermunicipal de Turismo do Sertão da Paraíba. Os prefeitos que adotaram o Consórcio de Turismo abrange 14 prefeituras: Maturéia, Patos, Teixeira, Cacimba de Areia, Santa Luzia, São José do Sabugi, Várzea, São Mamede, Mãe D'água, Imaculada, São José do Bonfim, Junco do Seridó, Desterro e Condado.

 

Conclusao: é preciso se associar para combater os problemas comuns existentes nas cidades polos e cidades circunvizinhas. O pré-candidato a prefeito de Caico Pacifico Fernandes é um dos defensores do associativismo municipal.

Escrito por dedeabel às 07h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/11/2007


Comportamento: como escolher o parceiro?

CHEIRO

O psicólogo Tomaszewski Hipólito de Moura defende na sua dissertação de mestrado, na UFRN, a força do odor na escolha de parceiros. É tudo, como dizem os jovens, uma questão de química.

DETALHE

Segundo a pesquisa de Moura, as mulheres são capazes de uma percepção muito mais aguçada do que os homens. Tanto que elas selecionam pelo odor da carne não do perfume. Perceberam?

Vicente Serejo, Jornal de Hoje

Escrito por dedeabel às 21h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

O setor bancário não tem do que reclamar.

Lucro bilionário dos bancos tem alta de 90% em 2007

Cinco maiores instituições privadas do país registram ganho líquido somado de R$ 18,48 bilhões até o terceiro trimestre

Expansão do crédito, maior acesso aos serviços bancários e venda de participação em empresas impulsionam resultado

FABRICIO VIEIRA
DA REPORTAGEM LOCAL

O setor bancário não tem do que reclamar. Os lucros bilionários alcançados nos últimos tempos têm se repetido -e aumentado- neste ano. Considerando cinco dos maiores bancos privados do país (Bradesco, Itaú, ABN Real, Santander e Unibanco), os lucros líquidos alcançados entre janeiro e setembro deste ano somaram o montante de R$ 18,48 bilhões, o que representou uma elevação de 90% em relação ao mesmo período de 2006.
A expansão da oferta de crédito, que parece estar longe de seu fim, segue como uma forte propulsora dos resultados exuberantes do setor bancário...

Nota do Blog

Este escriba votou duas vezes em Fernando Henrique, que prá reeleicao, pedia: "vote em mim, derrubei a inflacao, agora derrubarei os juros"... Mentira - os juros continuaram altos no segundo governo FHC.  Quem conseguiu baixar foi o governo Lula. Logico que nao baixou para patamares iguais aos da Europa e EUA, mas comparando com o governo FHC, baixou. Os investimentos dependem de juros baixos. Investir com juros altos e' extremamente desfavoravel. Ora, precisamos de emprego, producao e renda. Que só aumentam com investimentos. Que só é possivel com juros baixos.

Se os lucros dos bancos continuam astronomicos, é porque os juros continuam altos, e os investimentos nao acontecem...Reclamar a quem, ao bispo?

 

Escrito por dedeabel às 21h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

O PODER QUE SEDUZ

Minha amiga Eliana Carmem, de Jardim do Serido, me manda a seguinte noticia:

 

Mônica Veloso lança, na próxima quarta-feira (28), o livro "O Poder que Seduz", em que narra seu relacionamento com o senador Renan Calheiros, informa a colunista Mônica Bergamo na edição da Folha de S.Paulo de hoje (conteúdo exclusivo para assinantes da Folha e do UOL).

A jornalista conta nas páginas do lançamento que Renan costumava tratá-la com "devoção comovente": "Fazia as mais belas declarações de amor, me ligava várias vezes durante a noite para contar seus passos, cantarolava 'Eu Sei que Vou Te Amar' ao telefone (...) Não sei se um dia ele admitirá isso, mas sei do quanto ele gostou de mim".

"Alguns, depois de olhar bem para o meu rosto, perguntam: 'Como uma mulher tão bonita como você pôde gostar de um homem tão feio como Renan?' (...) Não sou tão linda e nem o Renan é tão feio. Depois, o que é mais importante: mulheres não gostam de homens somente pela beleza (...) Parece bobo, piegas, como uma adolescente falando, mas o fato é que amei o Renan loucamente, como jamais pensei ser capaz. Amei com a alma, com tudo que há de mais puro no meu ser", relata a jornalista no livro.

Mônica Veloso também comenta os bastidores de seu ensaio para a "Playboy": "Na primeira foto em que apareceu o bumbum, o [fotógrafo] Duran vibrou com aquela visão de borboletas e flores em uma regiao tao intima".

Escrito por dedeabel às 20h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

I CALOURADA ODONTO-ENFERMAGEM EM CAICO

agradece o presidente do Centro Acadêmico de Odontologia
Rodrigo Maristony

Escrito por dedeabel às 20h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

24/11/2007


Comentario de Gilberto Costa


Voto em Berzoini, em nível nacional; em Geraldão; no Estado; e em Deda, ao nível do município de Caicó. Não entrarei no mérito do manifesto divulgado, por se tratar de uma manifestação legítima de quem opta por outra candidatura. Apenas gostaria de registrar meu encontro com Dedé de Abel, a quem fazia muito que não nos falávamos. Foi um bom papo, onde falamos de política sem o envolvimento dos sentimentos, sempre com o cuidado de contextualizar a temática. Recordamos dos tempos em que ele fazia rádio na Emissora Rural e de uma entrevista por mim concedida. Dedé é daqueles que valorizam o pensamento, prerrogativa de poucos que dominam o assunto proposto. Foi ótimo, irmão! Espero que nos encontremos mais.

 

 

Ao amigo Gilberto:

Agradeço  pelo comentario. És um atento e atuante lutador por um Estado justo e progressista para nosso País, para nossa regiao.  Assim tambem acredito ser o Governo Lula.  A luta pela democracia exige de nós um aperfeicoamento contínuo e ação imediata. Que Deus e a Razao nos ilumine nesta caminhada ininterrupta em prol da liberdade e igualdade.

O novo sempre vem, a nova geracao merece um Brasil mais justo e devemos colaborar. O tema sindicalismo tem uma historia recente. Confesso que nao domino o tema, embora saiba ser ele de extrema importancia para qualquer país. Um forte abraco, saudaçoes seridoenses

Ao onipotente FHC que estudou tanto, e que critica os que nao tiveram oportunidade de estudar,  um pouco de Patativa do Assaré:

Deste jeito Deus me quis
E assim eu me sinto bem;
Me considero feliz
Sem nunca invejá quem tem
Profundo conhecimento.
Ou ligêro como o vento
Ou divagá como a lesma,
Tudo sofre a mesma prova,
Vai batê na fria cova;
Esta vida é sempre a mesma.


 

Escrito por dedeabel às 00h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

TORCIDA DO FLUMINENSE EM CAICO

Sabado, pela manha, no Wiskinao do vascaino Zeca Barrao, torcedores do Fluminense faziam uma festa. Reginaldo Clemente, George Stefferson, Joao Pirinha, Vicente Parau, e outros que nao recordo o nome. Todos felizes com o time que venceu o Juventude por 3x2.  O Joao Pirinha trouxe uma camisa personalizada para o empresario Bibica proprietario da Riff´s, renitente torcedor do time das laranjeiras.

Escrito por dedeabel às 22h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/11/2007


MANIFESTO

MANIFESTO

Direção petista é criticada por 38 intelectuais

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Um grupo de 38 intelectuais do PT lançou ontem um manifesto criticando a atual direção do partido, a cargo de Ricardo Berzoini.
"O PT precisa enfrentar com coragem e superar a grave crise política que se introduziu no partido nos últimos anos", disse o documento assinado, entre outros, por Marilena Chaui, Maria Victoria Benevides, Paul Singer e Maria da Conceição Tavares.

O manifesto apóia a candidatura do deputado José Eduardo Cardozo (SP) a presidente do partido, lançada ontem com a presença de ministros (Tarso Genro, Guilherme Cassel), governadores (Marcelo Déda, Ana Julia), deputados e prefeitos.

Escrito por dedeabel às 22h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

AS INUTILIDADES DO MUNDO, POR ANGELI


 

Escrito por dedeabel às 22h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

MEU AMIGO ELI MARIANO ENCANTOU-SE

 

Socialmente nós negamos as situações de perda, fugimos do impacto da nossa finitude. Mas eis que a finitude humana, uma coisa muito forte, estressante, dura, terrível, acontece e temos que absorver, aceitar.

Encantou-se meu amigo Eli Mariano. Fomos muitas festas, rimos muito da vida e nos divertimos. Quando a gente é jovem, tudo é novo, as ilusoes sao tantas, vivemos num mundo de fantasia, pensamos que o mundo é nosso.  

Certa vez me trouxe do Rio de Janeiro discos LPs de presente. Ed Lincoln e sua orquestra. Que musicas boas. Ate hoje ecoam nos meus ouvidos. Meu amigo encantou-se. Fica uma grande lacuna. Um amigo para todas as paradas, um amigo que nos anima, um amigo que nos entende, que fala a nossa lingua. Vai com Deus, Eli. Qualquer dia estaremos por aí.

 

 

 

 

Escrito por dedeabel às 21h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

20/11/2007


O difícil/ É a vida e seu ofício

Outubro de 1917 continuará a fazer sentido enquanto a humanidade quiser buscar outro mundo possível. Fará sentido enquanto as palavras de Vladimir Maiakovsky ainda tocarem o coração das pessoas: “Nesta vida/ Morrer não é difícil/ O difícil/ É a vida e seu ofício”.

Escrito por dedeabel às 21h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

ELIMINAR O DOLAR DO COMERCIO BRASIL ARGENTINA?

Fernando Bizerra Jr./Efe
"BARBA E CABELO" O presidente Lula recebe em Brasília a presidente eleita da Argentina, Cristina Kirchner, e fecha acordo que elimina o dólar do comércio bilateral em 2008

 

O assunto é dificil, mas pensemos um pouco. O problema real é a uniao do bloco sulamericano. O mercosul nao decola. A Argentina e Brasil sao vizinhos e o comércio é relevante. Mas como nao temos um Mercosul efetivo, esta foto é uma promessa. Um precisa do outro, mas a nova ordem mundial dá as cartas. Temos que acompanhar. Se brigamos com nossos vizinhos, fica mais dificil. Venezuela ainda nao aderiu, conforme vemos a seguir:

Folha SP: MERCOSUL

CÂMARA ANALISA HOJE ADESÃO DA VENEZUELA

O protocolo de adesão será discutido em audiência pública na Comissão de Constituição e Justiça. A votação do parecer do deputado Paulo Maluf (PP-SP), que pediu a aprovação da adesão, foi adiada para amanhã.

 

E no lugar de desenvolvimento, via Mercosul consolidado, fala-se agora em corrida armamentista. O Brasil e  a Venezuela. 

 

JANIO DE FREITAS

Às armas


O país que há duas para três décadas, pelo menos, lidera o armamentismo na América Latina é o próprio Brasil

A CAMPANHA de um grupo de armamentistas no Brasil utiliza Hugo Chávez como um pretexto fácil, que dispensa esforços para mobilizar os meios de comunicação brasileiros, mas o país que há duas para três décadas, pelo menos, lidera o armamentismo na América Latina é o próprio Brasil.


Nem com suas recentes compras de armas a Venezuela se aproxima do arsenal brasileiro e dos ininterruptos investimentos para ampliá-lo, inclusive, com já eficiente produção própria. Em equipamento, o Chile sempre comprador e a Colômbia ajudada pelos Estados Unidos, com armas e homens, têm o bastante para causar imensa inveja ao coronel Chávez.

 



 

Escrito por dedeabel às 20h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

OAB LANÇA CAMPANHA CONTRA CORRUPÇÃO ELEITORAL

ELEIÇÕES

OAB LANÇA CAMPANHA CONTRA CORRUPÇÃO ELEITORAL

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Cezar Britto, lançou ontem uma campanha para combater a corrupção eleitoral, que "vicia a vontade do eleitor e, viciando essa vontade, ela vicia a própria democracia".

FOLHA DE SAO PAULO

 

A corrupcao eleitoral é uma realidade. Pergunto: será possivel combater a corrupcao eleitoral com a atual configuracao partidaria e eleitoral? Muito difícil. Acredito que o sistema propicia a corrupcao. Um caso emblematico: O PRN de Collor. O PRN de Collor quis colocar todo mundo em sua orbita. Fez um grande movimento. Elegeu o Presidente. Mas, deu no que deu. Impeachment.  Nao há fidelidade partidária.

O Supremo quer que a fidelidade partidaria seja obedecida. No Brasil existem tres dezenas de partidos. Alguns sao legendas de aluguel, negociaveis pelo poder economico. Os politicos afirmam que é necessaria uma reforma partidária e eleitoral. Mas ela nao acontece. Porque? Um caso a estudar.

Enquanto isso, o que vemos? O PFL, por exemplo, muda de nome. Mas nao encabeca um movimento pela reforma partidaria e eleitoral. O PL, ja se transformou em PR. Ou seja, muda-se o nome, mas a estrutura partidária e eleitoral brasileira continua a mesma.

Categoria: Direito
Escrito por dedeabel às 20h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

19/11/2007


TODA MIDIA, POR NELSON DE SA

Toda Mídia

Nelson de Sá

Outro rei e o "colapso"

Na Agência Bolivariana, "Hugo Chávez recomenda preparar ações anti-sísmicas para queda do dólar".
Na manchete do "
Financial Times", "Opep se une por preços altos" em "histórica" reunião que opôs Chávez ao rei saudita, Abdullah. Eles e os respectivos aliados na Opep se confrontaram sobre como agir diante do dólar em queda, "preocupação que ofuscou" a reunião e vazou cenas "bizarras" -com o chanceler saudita se dizendo contra citar o dólar na declaração final, o que "ajudaria no colapso" da moeda dos EUA. O "FT" notou que as reservas sauditas são em dólar.
O "
Wall Street Journal" foi pelo mesmo caminho, sublinhando o conflito, as cenas vazadas, o "colapso".

MAIS DÓLAR
Não são apenas Chávez e a Opep que temem pelo dólar, em público. Em
incontáveis despachos desde a África do Sul, na reunião dos ministros de finanças dos 20 maiores economias, debates "francos" -com o secretário dos EUA prometendo a valorização.
Mas também por lá o dólar acabou de fora da conclusão geral, nos enunciados das agências. Nada de "colapso".

SAINDO DOS EUA
O "
New York Times" tratou do referendo na Venezuela, ressaltando que o país "parece que vai iniciar extraordinária experiência em socialismo". Mas, diz o texto, "centralizada e abastecida por petróleo".
Já o "
WSJ" destacou que a refinaria venezuelana nos EUA, 10% da gasolina do país, decidiu desviar recursos para investir no país de origem e "financiar planos de Chávez".

LULA, CRISTINA E O DÓLAR
O dólar entrou nas agendas todas e será também tema de Lula e da argentina Cristina Kirchner, hoje na reunião. Segundo destacaram o "
Clarín" e agências, a idéia seria "avançar na eliminação do dólar do comércio bilateral". Mas o foco em Brasília, segundo argentinos e as agências, será energia, com o campo Tupi mencionado de todo lado -e com reunião já agendada com a diretoria da Petrobras.

Claudio Munoz/economist.com
TUPI CONTINUA
A "
Economist" fechou a semana com os enunciados "Tudo isso e ainda petróleo" e "Deus pode mesmo ser brasileiro, afinal", para uma longa reportagem -e ilustração de Lula como "redentor" (dir.).
Mas registrando que a produção demora e, até 2010, a energia poderia ser uma "dor-de-cabeça eleitoral" e não uma "bênção" para Lula e "Ms. Dilma Rousseff".
De todo modo, sites de investimento tipo
Daily Wealth já indicam empresas especializadas em águas profundas. E até na cobertura da Opep entrou o Brasil, em textos desde Riad, por conta da pretensão de entrar no cartel.

ETANOL SINO-AMERICANO
Enquanto se amontoam as más notícias do petróleo e agora do dólar, o chinês "
Diário do Povo" e o site do "WSJ", entre outros, noticiaram que a China e os EUA "podem anunciar pacto para promover biocombustíveis" no próximo dia 12. Está em "rascunho", mas já "maduro".
A China é o terceiro maior produtor mundial de etanol, atrás de EUA e Brasil, que já fechou acordo. Segundo um enviado americano a Pequim, a cooperação com a China em biocombustíveis é "natural". Com a Índia, também.

A BOLHA
"
Economic Times", "South China Morning Post" e outros noticiam a saída de recursos dos Brics, China sobretudo.
E análises de mercado de
MarketWatch e Gannet falam em "bolha" chinesa e sugerem a retirada dos emergentes.

E AS APOSTAS
Já a "
Time" saúda a "nova e peculiar força" da América Latina. A Fitch sustenta, via Dow Jones, que o Brasil terá sua nota de investimento. E a "Economist" diz que a queda global afetará pouco a Rússia -e o Brasil auto-suficiente.

Leia as colunas anteriores
@ - Nelson de Sá

Escrito por dedeabel às 21h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

AVIOES RUSSOS PARA A VEZEZUELA

Jorge Silva - 1º.mai.07/Reuters
Caças russos Sukhoi, comprados pelo governo de Hugo Chávez, voam durante celebração na cidade venezuelana de Barcelona

Escrito por dedeabel às 21h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PAINEL SOBRE POLITICA, DA FOLHA

Painel

VERA MAGALHÃES (interina) -
painel@uol.com.br

Dúvida cruel

O documento-base para o novo programa do PSDB, a ser lançado nesta semana, busca desvincular a imagem de "privatista" pregada por Lula na sigla na campanha de 2006 com uma slogan que reflete a crise de identidade dos tucanos: "Mais Estado, mais mercado". É o primeiro documento oficial com diretrizes partidárias desde o manifesto que selou a saída do PMDB, em 1988, do grupo liderado por Mário Covas, Franco Montoro, José Serra, Sérgio Motta e FHC.
O desafio que os tucanos pretendem discutir no divã, após 11 seminários, é como se "reconectar" com a população. Boa parte do documento, que vai hoje para o site da legenda, é dedicada a autocríticas. Não é à toa que a ordem é reforçar os gastos com comunicação.

Alinhamento. Aécio Neves (MG) não precisou se expor publicamente para emplacar o deputado Rodrigo de Castro na Secretaria Geral da nova Executiva do PSDB. Quem bancou o nome do mineiro foi o atual presidente tucano, Tasso Jereissati, o que foi lido internamente como um sinal inequívoco sobre de que lado o cearense joga na batalha silenciosa por 2010.

Vazou. Documento apreendido pela Polícia Federal na casa de José Roberto Pernomian, um dos suspeitos do esquema de corrupção envolvendo a Cisco, revela que ele tinha conhecimento prévio até mesmo do nome da Operação Persona, que investiga as fraudes em importações.

Nem aí. Os candidatos ao comando do PT já notaram: o entusiasmo de Lula com a sucessão na direção do partido, em dezembro, é quase zero. O desinteresse vem ganhando corpo desde que o nome sua preferência, o assessor do Planalto Marco Aurélio Garcia, foi rifado pelo antigo Campo Majoritário para que Ricardo Berzoini tentasse a reeleição.

Chancela. Além de PT e PSDB, o DEM também enfrenta convenção, em 12 de dezembro. No caso do ex-PFL, trata-se de formalidade para converter a atual direção de provisória em permanente. Rodrigo Maia (RJ) será confirmado na presidência para mandato de quatro anos. Na ocasião será lançada a logomarca oficial do partido.

Sem sinal. A bancada do DEM na Câmara fechou questão contra a MP que cria a TV Brasil, a rede pública do governo. Foram 40 votos contra 2 favoráveis à criação da emissora na bancada. Uma vez tirada a diretriz, quem divergir do partido na votação em plenário poderá sofrer punição.

Remédio amargo O deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE), diz que o governo deveria ser mais duro com os senadores da base na negociação da emenda da CPMF. "Eu, se fosse o presidente, baixaria um aviso de que, se não passar a CPMF, o primeiro corte será nas emendas dos parlamentares. Integral", diz o deputado.

Torneira. Além do leilão da folha de pagamento, Tião Viana (PT-AC) prepara medidas de economia para construir o terceiro anexo do Senado. Um estudo aponta como poupar R$ 40 milhões, incluindo uma tesourada nas horas extras.

Azedou. As relações entre PT e PMDB na Bahia estão tensas. O partido de Geddel Vieira Lima (Integração) reagiu aos acenos de Jaques Wagner ao tucano Antonio Imbassahy. O governador ensaiaria um "gelo" no PMDB e trabalharia para o PT não apoiar a reeleição do prefeito de Salvador, João Henrique.

Teatro. Petistas próximos à ministra Marta Suplicy (Turismo) crêem que Geraldo Alckmin não será candidato em 2008, e sim a governador em 2010. Acham que o tucano manterá o suspense, para inibir a entrada dela na disputa.

3 em 1. Partidos da base de José Serra formam blocos, uma brecha no novo regimento da Assembléia, para pressionar o governador. O primeiro unirá PPS, PSB e PDT.

Tiroteio

"A cada descoberta como esta, pode-se compreender por que o PT não deseja mais a reforma política nem o financiamento público de campanha, que eram bandeiras do partido quando estava na oposição".
Do deputado JOSÉ CARLOS ALELUIA (DEM-BA) sobre as suspeitas de que a Cisco utilizou laranjas para doar R$ 500 mil ao PT.

Contraponto

Cargo vitalício

Durante a votação, na CCJ do Senado, da emenda que prorroga o imposto do cheque, o tucano Flexa Ribeiro (PA) reclamava do descumprimento de acordos por parte do Planalto quando o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), precisou atender ligação no celular.
-Quando o senhor terminar, eu continuo!
Jucá tentou explicar que estava cobrando resposta às demandas dos tucanos, mas Flexa o interrompeu.
-Tenho a maior admiração por Vossa Excelência!
-Imagine se não tivesse...-, desabafou o governista.
-Lula não poderia ter um líder melhor. Era líder no governo FHC e seguirá líder no próximo governo do PSDB!

Escrito por dedeabel às 21h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

LICITACAO EM AREAS DE AGUA DOCE

 

FOLHA DE SAO PAULO

Governo vai licitar lagos e rios para o cultivo de peixe

Processo prevê concessão de áreas para pescadores e ribeirinhos e para empresas

Famílias passarão por processo de seleção, e empresas pagarão por uso; Comissão Pastoral da Terra vê riscos ambientais e sociais

Dario Gabriell - 11.fev.05
Vertedouro no açude do Castanhão, no Ceará, que deve ter áreas concedidas para aqüicultura

EDUARDO SCOLESE
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Depois das rodovias, agora é a vez das águas da União. O governo federal lançou o primeiro edital de licitação neste mês e prepara pelo menos outros quatro até o fim do ano para conceder o direito de uso por 20 anos das chamadas "áreas aqüícolas" em lagos, rios, açudes, reservatórios ou em pontos do litoral.
As concessões serão exclusivas à aqüicultura -a criação de pescado em cativeiro-, tanto em água doce como salgada.
O primeiro edital publicado é para a concessão de 155 lotes no reservatório da hidrelétrica de Itaipu, no Paraná. Cada um dos lotes (ou áreas aqüícolas) tem 0,2 hectare em lâmina d'água, o equivalente à área de duas piscinas olímpicas.
A concessão será entregue a pescadores e ribeirinhos que forem aprovados num processo de seleção da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca da Presidência, ao estilo das entrevistas para a escolha de famílias nos projetos de assentamento da reforma agrária.
Haverá dois tipos de edital: os de seleção, como no caso de Itaipu; e os de cessão onerosa, no qual tanto empresas nacionais como estrangeiras poderão disputar o mesmo espaço. Os primeiros editais para licitações onerosas serão abertos para áreas no litoral de Pernambuco (169 hectares) e de São Paulo (8,4 hectares).
A empresa vencedora será aquela que, na abertura dos envelopes, oferecer o maior valor pelo uso do lote por 20 anos. Além disso, terá de pagar anuidade para cada hectare concedido -entre R$ 200 e R$ 300 (valor ainda não definido).
Nos editais, já constará o tipo de pescado a ser produzido naquele conjunto de lotes. No caso de Itaipu, a produção será exclusiva de pacu.
Neste ano, ainda estão previstos editais para o açude do Castanhão, no interior cearense, e na bacia do Jatobá, em Pernambuco. O governo estima em 5,5 milhões de hectares o espaço disponível em águas da União para projetos de aqüicultura -segundo a legislação, apenas 1% de cada área poderá ser entregue à concessão. Por exemplo: uma represa de 500 hectares terá apenas 5 hectares abertos à concessão.
Uma instrução normativa interministerial publicada no mês passado tirou do caminho os últimos entraves jurídicos que até então impediam o lançamento dos editais. Nela, por exemplo, a responsabilidade pela escolha das áreas de concessão passou da Secretaria do Patrimônio da União para a Secretaria de Aqüicultura e Pesca.

Porta de saída
Segundo o governo, o uso legalizado das águas da União, como em açudes e reservatórios de hidrelétricas, pode ser uma "porta de saída" ao Bolsa Família. "Essas concessões vão beneficiar tanto o pequeno [pescador] como o empresário. A cessão é democrática e gera emprego para gente de baixa qualificação. É porta de saída para o Bolsa Família, ao colocar essa gente para produzir peixe", diz Felipe Matias, diretor de Desenvolvimento da Aqüicultura da Secretaria da Pesca.
Já a CPT (Comissão Pastoral da Terra) vê as licitações de outra forma. Para a entidade, braço agrário da Igreja Católica responsável por pesquisas sobre o chamado "hidronegócio", o cultivo de pescado em reservatórios da União ou em tanques-rede no mar pode trazer riscos ambientais e sociais.
"Haverá um problema sério do ponto de vista social. Tanto o litoral como as águas interiores não serão espaços mais livres. Haverá restrição do acesso às famílias pobres", afirma Roberto Malvezzi, pesquisador da Pastoral da Terra.
A publicação dos editais somente ocorre depois da autorização do Ibama, do governo do Estado, da Marinha e da ANA (Agência Nacional de Águas). As áreas escolhidas pela Secretaria da Pesca, em geral, serão aquelas nas quais já existe a presença de criadores de peixe -todos na ilegalidade, segundo o governo.

Empresas européias aguardam licitação em áreas de água doce e pontos do litoral

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Já espalhadas pelas plantações de cana-de-açúcar e de soja do país, empresas estrangeiras poderão agora explorar águas da União. De acordo com o governo, já existem escoceses, noruegueses, franceses e espanhóis interessados na abertura dos editais de licitação, tanto para reservatórios em água doce como em pontos do litoral.

Esses estrangeiros atuarão em igualdade de condições aos brasileiros, em qualquer um dos editais para licitações onerosas. Um grupo da Noruega com participação em uma empresa nacional está aguardando a abertura do edital para um lote de 169 hectares no litoral pernambucano. Lá, a produção será de bijupirá, peixe exportado com o nome de cobia.

"Não há interesse de proibir os estrangeiros. Não queremos proibir ninguém, e sim garantir que o pequeno tenha acesso", afirma Felipe Matias, diretor de Desenvolvimento da Aqüicultura da Secretaria Especial da Pesca.
Já a CPT (Comissão Pastoral da Terra) vê com preocupação a futura presença de estrangeiros em águas na União.

Predadoras
"São empresas predadoras. Deixam para trás locais [no exterior] já deteriorados e procuram novos espaços, sem nenhuma preocupação com o ambiente. Elas vêm no sentido de produzir pescado em larga escala", afirma Roberto Malvezzi, agente do braço agrário da Igreja Católica e um dos coordenadores de estudos da entidade sobre os impactos do agro e do hidronegócio nas pequenas comunidades.
(ES)

 

REPERCUSSOES SOBRE AS LICITACOES EM AREAS DE AGUA DOCE

 

Frases

"A cessão é democrática e gera emprego para gente de baixa qualificação. É porta de saída para o Bolsa Família, ao colocar essa gente para produzir peixe"
FELIPE MATIAS
diretor de Desenvolvimento da Aqüicultura da Secretaria da Pesca


"Tanto o litoral como as águas interiores não serão espaços mais livres. Haverá restrição do acesso às famílias pobres"
ROBERTO MALVEZZI
pesquisador da Pastoral da Terra

 

Produção de pescado pode crescer 70%

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Diante do potencial de uso de 5,5 milhões de hectares em águas da União, o governo federal prevê um avanço de 70% na produção nacional de pescado até 2011.
Neste ano, a Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca da Presidência estima a produção nacional de pescado (pesca e cultivo) em 1 milhão de toneladas. Em quatro anos, com a abertura dos editais de concessão, essa quantidade avançaria para 1,7 milhão de toneladas.
Hoje, o governo federal desconhece quantos trabalhadores, mesmo sem autorização, já atuam em reservatórios da União. "Toda a piscicultura em áreas da União não está regularizada. Está ilegal. Em vez de punir, vamos dar a oportunidade de regularizá-los", afirma Felipe Matias, diretor de Desenvolvimento da Aqüicultura da Secretaria da Pesca.
Sabe-se que 150 mil produtores atuam no cultivo de pescado. Até 2011, a meta é mais do que dobrar esse número.
(ES)

 

 



Escrito por dedeabel às 20h55
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

LUTANDO PELO TURISMO NO SERIDO

 

FONTE:

http://www.chagasilva.blogspot.com/

 

Prezado,


Em nome da cultura e do desenvolvimento da nossa terra Seridó, venho lhe pedir para, se possível, divulgar a exposição que se dará no Campus da UFRN de Currais Novos, do projeto "Natureza, história e cultura: Tecendo a trama do turismo seridoense", da disciplina Geografia Aplicada ao Turismo. Será na noite do próximo dia 20, começando às 20:00hs, com a presença de várias autoridades seridoenses, dos mais variados segmentos.

A apresentação fará parte do projeto de pesquisa coordenado pela professora Doutora Ione Diniz.

Nove cidades se farão representar: Acari, Caicó, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Currais Novos, Florânia, Jardim do Seridó, Lagoa Nova e Parelhas. Cada uma num espaço próprio e apresentando o que tem de melhor, com a história e vários elementos culturais aflorando. Vai ser festão.

Atenciosamente,

Jesus de Miúdo.Acary do Seridó (RN).

Escrito por dedeabel às 20h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

UMA ANALISE DA SAUDE EM CAICO

O PROBLEMA É DE TODOS!

Por Gerson Barbosa, medico

          Ajudar é bom, para quem ajuda e para quem recebe a ajuda. Nada mais justo do que ser solidário. O problema é sempre saber a quem ajudar; quem realmente precisa; quais as dificuldades que precisam ser sanadas.

          Com o título de “Campanha Quero Saúde!” a fundação hospitalar Carlindo Dantas está pedindo a contribuição de toda a população caicoense para ajudar o hospital do seridó. E vale qualquer coisa: lençóis, talheres, tecidos (sol-a-sol, como está no panfleto), soro fisiológico panelas ou outro tipo de contribuição...Nada contra, a princípio. Pedir ajuda nem é crime nem é pecado. Mas algumas perguntas não podem ficar sem resposta. Aqui estão algumas: Como estão sendo aplicados os recursos que são liberados para o hospital? De quanto é o total de recursos recebidos mês a mês? De onde vêm esses recursos? Por que a dívida do hospital tem se acumulado a ponto de chegar a mais de um milhão de reais, segundo a imprensa caicoense?

          Não é fácil prestar serviços ao SUS (Sistema Único de Saúde) com a tabela praticada e não reajustada a vários anos; nunca foi viável financeiramente para ninguém. Os profissionais precisam de melhor remuneração, os custos hospitalares têm aumentado muito e a população não pode ficar sem atendimento.

          Mas por que os serviços funcionam em outros lugares e aqui não? Por que será que ainda temos que continuar vendo campanhas para ajudar os hospitais de Caicó? Será que somos menos capazes do que outros municípios? Não acredito nisso.

          O hospital do seridó recebe repasse mensal da secretaria municipal de saúde em torno de 60 mil reais como incentivo social! Isso além de receber o pagamento dos serviços prestados que são remunerados a partir das AIHS autorizadas pela secretaria; recebe também de um convênio com o governo do Estado uma quantia mensal (que não sabemos o valor); recebe a remuneração dos diversos convênios pelos quais atende (UNIMED, CASSI, CAMED, CAPESAÚDE, HAPVIDA, PETROBRÁS, CORREIOS, GEAP etc.) e ainda precisa de ajuda da população? O que está havendo? Onde está esse desequilíbrio?

          O problema é nosso! Concordo plenamente com a mensagem da campanha: a maior parte dos recursos repassados à fundação são recursos públicos, que vêm da arrecadação de impostos. Nós pagamos impostos em tudo o que consumimos, precisamos saber como nossos impostos estão sendo aplicados.

          Finalmente, precisamos ajudar o hospital do seridó (nada contra), mas antes precisamos saber o que vem sendo feito com o dinheiro que ali chega; o que é que está causando esse desequilíbrio financeiro sem fim, sob pena de amanhã termos de novo que contribuir para não vermos mais um hospital de Caicó fechar, por falência, por incompetência ou por questões políticas, o que, em qualquer hipótese, é uma vergonha!

Escrito por dedeabel às 20h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Só Jesus Cristo dá de graça a salvação.

18/11/2007

Por Geraldo Anisio

            Reclame de viola  I

 

O poeta morre e não deixa herança

O saber é a maior riqueza que provém

Ao morrer não transmite pra ninguém

O conhecimento abstraído do ser humano

Se repassasse assim seria desumano

Alguém ficar com a cultura de Rui Barbosa

Ninguém rouba o perfume de uma rosa

Nem a eloqüência de um grande orador

Nem a flecha do cupido do amor

Nem a voz do cantor lírico Pavarotti

Nem a experiência do artista Mazzaropi

Ninguém carrega a esperteza de Lampião

Nem a voz suave da musa Nara Leão

Ninguém imita o apóstolo Paulo de Tasso

Nem as idéias do pintor Pablo Picasso

Ninguém acaba a erupção de um vulcão

É impossível herdar a força de Sansão

Nem o sorriso tão singelo de Gioconda

Nem a poética de Chico Buarque de Holanda

Só Jesus Cristo dá de graça a salvação.

Escrito por dedeabel às 20h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Programa do PSB mostra ao Brasil a Maioridade do Estado do RN

 

 

 

 

Por Jandi Costa

 

 

 

Depois de assistir o programa do PSB na noite de ontem em rede nacional, agente sente até orgulho de pertencer a um Estado que atinge a sua maioridade, não só no meio turístico, mas, com uma administração responsável e totalmente voltada para uma melhor qualidade de vida da população com um arrojado projeto de investimento em saneamento básico, 35 mil casas populares construídas em todo estado. E o colosso desta magnífica Ponte de Todos, construída sobre o Rio Potengi, e que será inaugurada nesta terça-feira, dia de Nossa Senhora da Apresentação, Padroeira da Cidade de natal. Esta construção é um marco em toda história administrativa do meu Estado, da minha cidade Natal, pela beleza, exuberância e magnitude. Parabéns ao governo do Estado pela grande obra que irá resolver o problema do trânsito caótico da zona norte de Natal e, simultaneamente, presentear o natalense e o turismo com mais uma grande atração!

Escrito por dedeabel às 20h36
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PARAIBANOS RECONHECEM A LUTA DE FÁTIMA BEZERRA

Salomao Gurgel Pinheiro:

PARAIBANOS RECONHECEM A LUTA DE FÁTIMA BEZERRA

 

Picuí. Eu pensava ser uma cidade como tantas outras! Fui lá... Como Doutora Nina Dr. Alexandre Nóbrega e o jornalista Raildon Lucena.   

Espantei-me com a movimentação de gente e carros pelas suas estreitas ruas. Fomos lá a convite do prefeito Rubens, para uma homenagem a nossa deputada federal do PT, do RN, Fátima Bezerra.

 

Bandas tocavam. O povo se assanhava por todas as partes. Havia um Festival da Carne do Sol e do Queijo do Seridó... Já chegamos encontrando Flávio José, prefeito petista de Florânia; Zé Lins, PSB, de Currais Novos e presidente da FEMURN; mais tarde, chegou Antonio Petronilo, PMDB, de Parelhas; e, bem atrasado: Bibi Costa, prefeito de Caicó.  Havia prefeitos da Paraíba, deputados estaduais e o Federal Luiz Couto, do PT.

 

Fátima recebia a Comenda Professor Darci Ribeiro, da Assembléia Legislativa da Paraíba e o titulo de cidadã de Picuí.  MOTIVO: a ajuda que ela deu para trazer um CEFET para o município.  Fátima que conseguiu os CEFETS para o RN, levou também para sua terra natal, a Paraíba.  Ela nasceu em NOVA PALMEIRA, vizinha de Picuí.

 

Foi uma belíssima homenagem prestada a essa paraibana do Rio Grande do Norte. Nós, petistas de Janduis, do Oeste e Seridó, ficamos felizes pelo reconhecimento extra-RN à luta de Fátima Bezerra, principalmente na área da Educação.

Escrito por dedeabel às 20h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

NINGUEM FISCALIZA O FISCAL

BORDUNA

Foi duríssimo o editorial da Folha de S. Paulo sobre os tribunais de contas. Abre assim: 'É uma das mais dispendiosas e inúteis sinecuras da República'. É que, no Brasil, ninguém fiscaliza o fiscal...

 

LEITOR - I

Pesquisa da Folha revela: o jornal paulista ainda é o mais lido em São Paulo e no Brasil, mas a sua tiragem caiu para 307 mil, quando em 2000, na pesquisa anterior da Folha, vendia 530 mil por dia.

ELITES - II

Seguido de O Globo, no Rio, e Estado de S. Paulo, em São Paulo, com 286 e 243 mil exemplares respectivamente, os jornais impressos estão hoje mais do que nunca confinados ao círculo da elite.

VALOR - III

Mas, a pesquisa aponta também um dado que mostra o valor dos jornais impressos: 53% preferem confiar nas informações e opiniões do jornal e apenas 14% acreditam na força da televisão aberta.

HONESTO - IV

A Folha de S. Paulo constatou que o seu leitor, na sua grande maioria, acredita na honestidade do jornal e pede mais vigilância na fiscalização da gestão pública e dos políticos, inclusive nas CPIs.

DEVERES - V

O jornal, segundo a pesquisa, deve ser crítico, equilibrado, imparcial e pluralista, o que vale para todos os jornais. A leitura faz do leitor alguém informado e capaz de, assim, obter prestígio social.

Jornal de Hoje, Vicente Serejo

Escrito por dedeabel às 20h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

18/11/2007


TOTAL DESTINADO AO GOVERNO DO ESTADO - CAICO, RN

Assistência Social 2060 - Ações Socioeducativas para Crianças e Adolescentes em Situação de Trabalho   112.260,00
Educação 0513 - Apoio à Alimentação Escolar na Educação Básica   178.147,20
Habitação 0648 - Apoio ao Poder Público para Construção Habitacional para Famílias de Baixa Renda   78.000,00
Educação 0969 - Apoio ao Transporte Escolar no Ensino Fundamental   18.931,08
Saúde 6838 - Atenção à Saúde Bucal   114.400,00
Saúde 8585 - Atenção à Saúde da População nos Municípios Habilitados em Gestão Plena do Sistema e nos Estados Habilitados em Gestão Plena/Avançada   2.722.852,74
Saúde 8577 - Atendimento Assistencial Básico nos Municípios Brasileiros   457.410,00
Assistência Social 005B - CAPACITAÇÃO E CONCESSÃO DE BOLSA PARA JOVENS DE 15 A 17 ANOS COMO AGENTE DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E HUMANO SAC - Agente Jovem Capacitação  4.355,00
Assistência Social 09JB - Concessão de Bolsa a Crianças e Adolescentes em Situação de Trabalho   31.265,00
Assistência Social 0886 - Concessão de Bolsa para Jovens em Situação de Vulnerabilidade Social   11.830,00
Educação 0515 - Dinheiro Direto na Escola para o Ensino Fundamental   120.189,60
Encargos Especiais 0047 - Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério - FUNDEF (CF, art.212) Transferência - FUNDEF (CF, art.212)  394.534,18
Encargos Especiais 0045 - Fundo de Participação dos Municípios - FPM (CF, art.159) FPM - CF art. 159  2.021.402,73
Saúde 0589 - Incentivo Financeiro a Municípios Habilitados à Parte Variável do Piso de Atenção Básica - PAB para a Saúde da Família Saúde da Família  820.260,00
Saúde 0593 - Incentivo Financeiro a Municípios Habilitados à Parte Variável do Piso de Atenção Básica - PAB para Assistência Farmacêutica Básica Farmácia Básica  49.135,00

Escrito por dedeabel às 01h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

LIBERDADE, QUEM ES TU?

Cecília Meireles

"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

(Romanceiro da Inconfidência)


Nome:
Cecília Meireles

WWW.LUGALEGAL.COM.BR

Categoria: Oeste
Escrito por dedeabel às 01h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

EXECUCAO DE SERVICO PUBLICO NAO PAGO

Macau

Prefeitura passa calote em empresário da cidade

 

 

Por falta de pagamento, empresário retira pedras da praça

 

Tenho dito que essa safra de prefeitos é das piores dos últimos tempos. Já vi de tudo por parte dos atuais mandatários.

 

Quando a imprensa divulga seus atos, aí fazem “beicim”, reclamam e ameaçam.

 

Hoje o BLOG tomou conhecimento de mais uma peripécia do prefeito Flávio Veras (PMDB).

 

Segundo o blog de Francisco Gomes, o construtor José Francisco da Rocha proprietário da empresa J. R. Construções em Serviços Ltda, com sede na própria Macau, levou um tremendo calote.

 

Fez o serviço e não recebeu o pagamento. Revoltado, fez o que muitos não têm coragem de fazer.

 

Ele mandou remover o piso da Praça dos escoteiros na manhã deste sábado, já que não viu nem a cor do dinheiro.

 

O que danado Flávio está fazendo com os milhões que entram todos os meses nos cofre da prefeitura? È royalties, ICMS. ISS...


Tenha santa paciência, mas essas coisas matam os macauenses de vergonha

Categoria: Oeste
Escrito por dedeabel às 01h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

FALADOR DA DJANE

 

FONTE: OS CACA CABACOS, MACAU-RN

 

Do Falador do Café da DJANE

Chegou ao nosso blog esta manhã essa observação:

“OS QUE VOTAM EM FLÁVIO NO CAFÉ DA DJANE: Paraíba, David, Joãozinho Eloi, Edinho Capa, Zé Filho (não sei até quando?). EM CIMA DO MURO: Batelão, Raimundo Bauru, Maninho, Cirleide, Lilia, Juninho, Gilderlinder, Osni, Dr. Paulo. NÃO VOTAM EM FLÁVIO DE JEITO NENHUM: Zé Antonio, Haroldo, Fáfá, Djane, Burro de Zé Lopes, Antonio Cosme, Godofredo, Negão vigia, Zé Márcio, João Vicente, Moises, Marcelo, Wellington de Rubão, Paulinho de Zé Guilherme, Regina Barros, Buscão, Axé, Felipe, Pachola,Abdon, Eduardo Pizza, Dora sorveteria e Araújo, Manolo, Vilma, Pádua, Ana Luiza, Chiquinho Gama, Gago, Vera, Irmã e Mãe da Djane, Neto Sá, Fábio Sá, Chico Andrade, Zélio, Pedro de Flávia Sá, Jorge Foto, Reni, Cassandro, Totonho, Zé Caial, Geovani Félix, Zilmar. OBS: ESTES NOMES FORAM COLOCADOS EM OUTROS BLOG'S, PORÉM SÃO DO LADO DO PREFEITO MAIS CASSADO DO BRASIL, PORÉM NÃO FOI POSTADO”.

 

Escrito por dedeabel às 01h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

17/11/2007


PLANO DIRETOR DE CAICO

Natal teve até o momento sete edições de Plano Diretor. O penúltimo - 94 - é considerado um marco em matéria de inovação. Com menos preciosismo em relação ao modernista plano de 1984, foi graças a ele que existe hoje o IPTU progressivo. Ao levar  conta a dinâmica do processo de ocupação do solo e suas conseqüências econômicas, Natal passou a ser uma das capitais mais bem aparelhadas para crescer com planejamento. Não aconteceu.

A explosão do turismo precipitou o crescimento imobiliário para a Zona Sul, aproveitando a chegada do esgotamento sanitário em Ponta Negra. Regulamentações específicas permitiram que o boom imobiliário se instala violentamente na área, num processo que começa só agora a ser ordenado. Para entender melhor como chegamos até aqui, acompanhe a cronologia do crescimento urbano de Natal nos últimos 107 anos. Afinal, para entender o presente não se pode abrir mão do conhecimento do passado.

(TRIBUNA DO NORTE, WWW.TRIBUNADONORTE.COM.BR)

 

E EM CAICO, COMO VAI O PLANO DIRETOR? De mal a pior. Nao vemos o exercicio do poder de policia por parte do poder publico. Os recuos laterais exigidos pela legislacao sao desobedecidos. A cidade está se verticalizando, subindo a altura dos predios. Mas as orientacoes da boa norma construtiva tem sido desobedecidas. E a cidade se enfeia. Solucoes simples existem, mas nao sao aplicadas.

A arborizaçao da cidade é insuficiente e nao vemos uma atuaçao vigorosa no sentido da educacao das pessoas. Quanto ao Distrito Industrial, me parece, a oferta de agua insuficiente inibe os investimentos. Alias, há um Distrito Industrial na saída oeste, Caico-Jardim do Piranhas, desprestigiado. Nao ha progresso visivel. Um posto de gasolina que existia na area, fechou. E nosso Serido caminha a passos lentos.

Categoria: Engenharia
Escrito por dedeabel às 17h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

VIGIAR E PUNIR

Estudante vai prestar serviços à comunidade

Enquanto a prisão de jovens cariocas de classe média alta inflama discussões em todo o país, o juiz federal do Rio Grande do Norte Mário Azevedo Jambo, da segunda vara Federal, substituiu as penas de reclusão para o crime de tráfico de drogas pelas penas alternativas. A decisão é inédita no estado e ocorreu em favor da estudante curitibana Estela Taques, 21, presa em flagrante no Aeroporto Internacional Augusto Severo em maio desse ano, com 20 mil comprimidos de ecstasy, 900g de haxixe e 2,14kg de skunk. A pena, estipulada em dois anos e seis meses, vai ser cumprida com a prestação serviço à comunidade e pagamento de fiança no valor de R$ 2.533.

Na decisão, o juiz analisou que o crime de tráfico de drogas, apesar da extrema gravidade, não pode ter o mesmo tratamento de um homicídio praticado por grupo de extermínio ou extorsão qualificada pela morte. Com isso, declara a inconstitucionalidade do parágrafo quarto do artigo 33 da Lei de Drogas, que proíbe a substituição da pena restritiva de liberdade pela restritiva de direito para os crimes.

No entedimento de Mário Jambo, cada pessoa merece um tratamento diferenciado. Para ele ‘‘as particularidas de cada indivíduo, a sua capacidade de reintegração social e os esforços envidados com vistas à ressocialização’’ deve mser analisadas. Nesse caso, a ausência de antecedentes criminais e o fato de se tratar de uma ‘‘mula’’, contaram em favor da universitária.

Ao invés de ficar reclusa em uma penitenciária Estela Taques passará dois anos e meio prestando serviço em uma instituição para tratamento de dependentes químicos. ‘‘Colocar uma pessoa presa por tráfico dentro de instituição como essa tem por objetivo fazê-la refletir sobre as consequências que uma pessoa usuária de drogas químicas sofre. Essa decisão tem caráter pedagógico’’, enfatizou.

Além do trabalho social, a ré está obrigada a dar continuidade aos estudos universitários, apresentando semestralmente à Justiça a assiduidade e o aproveitamento do curso. Por fim, pagará multa de R$ 2.533. O pagamento será ‘‘em parcelas correspondentes à soma das médias finais dos dois primeiros semestres frequentados na universidade após a condenação’’, especificou. A medida tem como finalidade incentivar os estudos da universitária.

O juiz observou que uma sentença não é um ato de vingança, mas de amor, que pune quando necessário. A pena ainda cabe recurso, mas se a ré ou a instituição denunciadora, no caso o Ministério Público Federal, não recorrerem, a pena tem aplicação imedita.

FONTE:  WWW.DIARIODENATAL.COM.BR

Categoria: Direito
Escrito por dedeabel às 17h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

O CORRUPTOR E O CORROMPIDO

WALTER CENEVIVA

Faces da corrupção bifronte

Pode haver corrupção passiva, sem haver corrupção ativa, ante a unitariedade do delito? Descobri que a resposta é sim

INTERESSANTE QUESTÃO DA DOUTRINA PENAL foi suscitada com a pergunta: pode haver corrupção passiva, sem haver corrupção ativa, ante a unitariedade do delito? Não sou especialista em direito penal. Fui ler os que sabem do assunto, em cujo rol está Damásio E. de Jesus, autor de "Código Penal Anotado", livro próximo de 20 edições. Desde logo descobri que a resposta da pergunta é sim.

Os dois lados da corrupção podem existir, um independentemente do outro. A corrupção passiva é cometida por "funcionário público que solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função, ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem". Todo o trecho entre aspas é cópia do artigo 317 do Código Penal. Sujeita o autor do delito a detenção de três meses a um ano ou multa.
Na corrupção ativa, delito do particular contra a administração pública (artigo 333 do Código) a conduta reprimida consiste em "oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício". Aqui a pena é mais grave: reclusão de dois a 12 anos, e multa.

O leitor, que talvez (hipótese remotíssima) tenha lidado com servidor federal, estadual ou municipal em qualquer parte do país e dele tenha recebido pedido de retribuição indevida, para reconhecer direito enunciado claramente na lei, ficará chocado pela diferença das punições. Até 12 anos, para quem oferece e uns poucos meses (e olhe lá!) para quem pede a "bola"! A lei penal prevê, porém, outro crime, o peculato, que Damásio considera "um tipo especial de apropriação indébita, cometida por funcionário público". Ou seja, o servidor se apropria de dinheiro ou de qualquer outro bem público do qual tinha a posse em razão do cargo. Nesse caso também "pega" de dois a 12 anos de prisão.
Na corrupção ativa, do artigo 333, o objeto jurídico protegido pela lei é composto de duas partes. Uma delas é o prestígio da administração pública, em face da qual é imprescindível que o servidor (em sentido amplo) atue sempre em favor do interesse maior da coletividade e do direito.

O segundo objeto jurídico protegido é a normalidade do funcionamento da administração, que não deve ser perturbado por interesses escusos, alheios aos princípios da administração. Estes são previstos no artigo 37 da Constituição e compreendem, entre outros, o da moralidade. Todo exercente de cargo, função ou emprego, na administração direta ou indireta, deve agir segundo preceitos morais dominantes, mostrando conhecer e praticar clara distinção entre o que corresponde à realização do bem e o que torna efetivo o mal, repelido pela consciência do ser humano médio.

O leitor, atento ao debate de aprovação ou fim da CPMF, com tantas trocas de vantagens prometidas, oferecidas ou pedidas, aí incluídos cargos bem pagos, perguntará se isso constituiria corrupção passiva ou ativa. Nem uma nem outra. O Executivo e os legisladores só pensam no bem do povo e no futuro do país. Nem pedem nem oferecem vantagens indevidas. Vivemos, como diria Voltaire, no melhor dos mundos. Melhor, ao menos, que no Iraque, Paquistão e na antiga Birmânia.

Escrito por dedeabel às 17h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PIT-BULL ATACA EM CURRAIS NOVOS

A muito tempo se fala no perigo que representa a criação de cães da raca Pit-Bull e outras tão agressivas quanto.

Por mais que se tenha conhecimento do perigo, por mais que se tome conhecimento das agressões sofridas por pessoas que ficam indefesas diante dessas feras.

As 19h30min. De ontem,Romário Rodrigues da Silva Pereira de 13 anos, Filho de Cristina Pereira 32 anos.

foi atacado por uma dessas feras chamadas de Pit-Bull, que alguns hipócritas andam segurando pelo meio das ruas de nossas cidades.

A fera pertence a o Sr. João de Deus Cunha de Souza, residente da Rua Vereador \Silvino Araújo 40, e estava sendo conduzido por um menor.

No momento em que atacou o garoto Romário Rodrigues da Silva Pereira de 13 anos, Filho de Cristina Pereira de 32 anos.

Residente na rua da Safira 151, no Conj Princesa do Serido em Currais Novos / RN, o Garoto foi transferido para o Walfredo Gurgel em Natal, já que no ataque, teve a Panturrilha de uma das pernas destruída.

FONTE: WWW.CHAGASILVA.BLOGSPOT.COM

Escrito por dedeabel às 16h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

PIT-BULL ATACA EM CURRAIS NOVOS

A muito tempo se fala no perigo que representa a criação de cães da raca Pit-Bull e outras tão agressivas quanto.

Por mais que se tenha conhecimento do perigo, por mais que se tome conhecimento das agressões sofridas por pessoas que ficam indefesas diante dessas feras.

As 19h30min. De ontem,Romário Rodrigues da Silva Pereira de 13 anos, Filho de Cristina Pereira 32 anos.

foi atacado por uma dessas feras chamadas de Pit-Bull, que alguns hipócritas andam segurando pelo meio das ruas de nossas cidades.

A fera pertence a o Sr. João de Deus Cunha de Souza, residente da Rua Vereador \Silvino Araújo 40, e estava sendo conduzido por um menor.

No momento em que atacou o garoto Romário Rodrigues da Silva Pereira de 13 anos, Filho de Cristina Pereira de 32 anos.

Residente na rua da Safira 151, no Conj Princesa do Serido em Currais Novos / RN, o Garoto foi transferido para o Walfredo Gurgel em Natal, já que no ataque, teve a Panturrilha de uma das pernas destruída.

FONTE: WWW.CHAGASILVA.BLOGSPOT.COM

Escrito por dedeabel às 16h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Deputado Nelter Queiroz opina

Avaliacoes do Deputado Nelter Queiroz sobre eleicoes, no programa semanal na Radio Rural AM

Caico - Será disputadissima. Bibi e Roberto Germano. Eleicao equilibrada.

Sao Jose do Serido - O candidato Jackson será vitoriosa.

Acari - Antonio Carlos, o Tom. Apoio de Ze Fernandes, Salésia.

Jardim do Serido - Dr. Edmar, bom trabalho. Participacao popular, ha aprovacao do povo.

Parelhas - Tendencia para o nome de Humberto.

Ipueira - Prefeita Cessa, reeleicao é a tendencia.

Serra Negra - Quadro indefinido, Rogerio nao se pronunciou, ainda. Jeilza aparece como novidade, poderá acontecer.

Timbauba dos Batistas - Apoio de Dinaldo. Deda rompe ou nao?

Sao Fernando - Paulinho deverá fazer Fernand prefeito.

Escrito por dedeabel às 13h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

NELTER QUEIROZ - RADIO RURAL AM

Deputado Nelter Queiroz - Entrevistado no Programa Pra Frente Serido

MINA DE FERRO
Audiencia publica, Camara Municipal de Caico. Nao convidaram ninguem de Jucurutu. Isolar Jucurutu, era a intencao. Alguem da Camara Municipal, conspirou contra.

Caico ganhou mais que Jucurutu. Empregos, impostos. Mina de Ferro é uma realidade. Jucurutu - Areia Branca, um ramal prometido pela governadora Wilma. Barragem de Oiticica, importante para Jucurutu, para o Serido.

Lei criando nucleo avancado da UERN. Governadora Wilma, convenio com MEC. Injecao de recursos para nucleo avancado em Jucurutu. Nelter integra base de apoio a governadora.

Jardim do Piranhas, Banco do Brasil, prometido. O Governo Federal é quem pode. Torre de celular TIM conseguida, uma luta do deputado Nelter.

Ambulanciaterapia.
Hospitais, a Saude no Serido está desprestigiada. Quando melhorará?
A política atrapalhou a Saude no Serido. Disputa dos deputados. Mistorou muito. Dificuldades vieram. A Saude está prejudicada. Os grupos politicos Alvaro e Vivaldo atrapalharam com a disputa entre eles.

Disputa politica atrapalhou. Nao sei o que acontece. Em Currais Novos so existe um Hospital. Em Caico, o hospital de Vivaldo, o hospital de Alvaro. Atrapalhou, prejudicou.

Apelo a Joao Maia
Vamos nos unir. Nova fabrica de cimento. Estudo de viabilidade, necessario. Minerio no Serido. Cultura para a Agricultura. Nossa saida é o minerio. Agricultura se inviabilizou. Mina de Ferro é uma realidade. Uniao para conseguir a mina. Houve resistencia. Foi preciso de muita luta.

O Serido tem minerios. Precisa viabilizar os projetos.

Escrito por dedeabel às 13h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

NELTER QUEIROZ - RADIO RURAL AM II

Rever o Codigo de Transito, adequar a lei para a realidade do homem do campo que utiliza a camioneta movido a gas de cozinha. Deputado federal Felipe Maia quer colocar um posto da Policia Rodoviaria Federal no trevo Caico- Sao Fernando-Serra Negra. Nelter é contra a implantacao do Posto antes de adequar a lei.

Nelter (PMDB) que ir para o PP. Consultará a legislacao, com decisao do TSE. Os mandatos sao dos partidos, nao dos candidatos. Tramites legais sao necessarios. Consulta ao TSE, se há uma autorizaçao. Carro de som novo, para o carnaval em Caico, está sendo preparado pelo deputado Nelter. Poderá apoiar BIBI ou Roberto Germano.

Negociacoes politicas. O termometro politico de Caico é Vivaldo. Ele se preocupa comigo, diz Nelter. Mas Vivaldo sabe que Nelter tem importancia significativa na eleicao em Caico. Conversará com Vilma, diz o deputado. BIBI nao veio para o PSB. Qual o palanque de Vilma na eleicao que se aproxima.

Vivaldo trabalha contra BIBI. Como BIBI aguenta? Vivaldo sonha com RG bem (maio.08)
Ele nao tem o comando do PR. Nildson, vice de Roberto? Sonho de Vivaldo?
Todo mundo está trabalhando. BIBI só tem voto da classe media? Vivaldo trabalha contra BIBI?

Escrito por dedeabel às 13h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

NELTER QUEIROZ - RADIO RURAL AM III

Roberto Germano, prefeito de ferias? Cuidado. Nao é assim. Nelter promoveu conversaçoes de Roberto com atores politicos. Vivaldo nao está interessado na eleicao de BIBI. Vivaldo nao consegue participar da administracao municipal. Queda da votacao de Vivaldo, qual a causa?

Vivaldo está ultrapassado. Bandeira verde, vermelha, nao mais este estilo. Assessores com otimismo exarcebado, de salto alto. Ele, Vivaldo, cochilou. Apoio de Joao Mais, irmao Bibi prefeito, apoio de Vilma,... perdeu por que?

Nelter, 5 vezes deputado. Deputado admite que adaptou-se.

De Joao Maia, Nelter critica atuacao como Secretario. Para o Serido nao indicou sequer um seridoense. Um equivoco de Joao Maia. Competente, inteligente, mas nao escolheu um seridoense, sequer. Como pode? Ele, Joao Maia, nao é rico como se propala.

50 casas para Jardim do Piranhas, programadas. 300 casas, sim, o necessário. Joao Maia impediu a construcao que estava na programacao desde o comeco do governo Vilma.
Joao e Luciano, em Jucurutu.

Nelter foi para o Governo. Vilma pede Joao Maia procurar Luciano para nao ir para Garibaldi. Vilma quer Assu, com Fatima Moraes.

Jardim do Piranhas, RN. Joao quer os Macacos, houve acordo. E Nelter diz que conta com o povo.

Serra Negra, Tarcisio nao interessa ir contra Rogerio. Joao Maia com Tarcisio. Sucessoes, maio de 2008, com as convencoes. Dilvan, a candidatura cansou. Somente uma pesquisa favorável poderá reverter.

Leonardo Arruda, que chegue o Procon em Caico, pedido de Nelter.

Escrito por dedeabel às 13h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

ESGOTO DAS CASAS POLUI MAIS

SANEAMENTO
Esgoto das casas polui mais os rios, diz pesquisa
JULIANA COISSIDA FOLHA RIBEIRÃO

Um levantamento inédito do governo federal sobre o uso das águas no Brasil traz duas constatações surpreendentes.
Primeiro, a poluição e não a escassez é o principal risco ao futuro uso da água. Segundo, o esgoto doméstico lançado nos rios pelas concessionárias públicas é o vilão da poluição das águas -e não os dejetos das indústrias.

Nas regiões metropolitanas, como na Grande São Paulo, 90% do esgoto lançado nos rios é doméstico e só 10%, industrial.O relatório foi feito pela ONU (Organização das Nações Unidas), Ministério do Meio Ambiente e ANA (Agência Nacional das Águas).Apenas metade dos lares brasileiros tem esgoto coletado, segundo o estudo.

Mais: do total coletado, no máximo 30% é tratado -o restante é jogado diretamente nos rios.“As concessionárias não só não conseguem coletar de todos como, da parte que recolhem, muito pouco é tratado”, disse o consultor da ONU e um dos coordenadores do estudo Francisco Lobato, da Associação Brasileira de Recursos Hídricos.

No Brasil, a poluição doméstica é maior na região formada por São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul e sul de Minas Gerais.Na Grande São Paulo, apenas 65% do esgoto coletado é tratado. A coleta atinge 86% das casas. O restante perde-se pelo caminho por vazamentos e redes clandestinas e vai parar direto nos rios.

A responsabilidade direta pela contaminação da água, diz, é das empresas públicas que controlam o serviço, e não da população, que paga pelo serviço.Reverter a situação, diz, depende de investimento maciço do poder público.

Escrito por dedeabel às 13h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

LIVROS JURIDICOS

Livros jurídicos

Interpretação do Direito Previdenciário
SÉRGIO NASCIMENTO
Editoria: Quartier Latin
Quanto: R$ 48 (207 págs.)
Marcus O. Gonçalves Correia acentua, no prefácio desta dissertação de mestrado (FADUSP), que "traz luzes para um dos temas mais difíceis e tormentosos da seguridade social: a interpretação do direito previdenciário". Nesse perfil, Nascimento critica as insuficiências da atual legislação, em particular quando acentua a quantidade de trabalhadores e pequenos empresários na economia informal, cujos direitos não se enquadram na insuficiência dos textos normativos existentes. Ao apresentar os temas da hermenêutica moderna, cuida de pensadores como Viehweg e Perelman e, ao ingressar no direito previdenciário, busca integração com as aplicações da legislação previdenciária brasileira.

Usucapião Especial de Imóvel Urbano
MARIA DARLENE BRAGA ARAÚJO
Editora: Pouchain Ramos
Quanto: preço não fornecido (227 págs.)
Contribuição científica para o estudo moderno do usucapião, examinado em dissertação de mestrado da UNIFOR. Afirmado como "forma de concretização do direito fundamental da propriedade" e de sua função social, o usucapião é verificado pela escritora sob a luz do Estatuto da Cidade. A súmula da monografia compreende, antes das considerações conclusivas, a propriedade privada e sua função social, indo aos instrumentos da política urbana, com repasse desse direito na história e na atualidade garantido pela Constituição como direito fundamental. Oferece ainda a visão sociológica dos efeitos da urbanização intensiva (loteamentos clandestinos, favelas) a tornarem imprescindíveis novas políticas públicas.

Escrituras Públicas
FRANCISCO J. CAHALI, A. HERANCE FILHO, KARIN R. R. ROSA E PAULO R. G. FERREIRA
Editora: Revista dos Tribunais (0800-702-2433)
Quanto: R$ 44 (238 págs.)

A obra faz análise civil, processual civil, tributária e notarial da escritura no direito de família e das sucessões.

CLT Interpretada
OBRA COLETIVA
Editora: Manole (0/xx/11/4196-6000)
Quanto: R$ 69 (962 págs.)
Costa Machado e Domingos Zainaghi organizaram e coordenaram comentários de artigo e parágrafos da CLT.

Curso de Direito Autoral
ELISÂNGELA DIAS MENEZES
Editora: Del Rey (0/xx/11/3101-9775)
Quanto: R$ 33 (264 págs.)
A essência do direito autoral, vista como ramo autônomo do direito e garantia de proteção da obra artística e cultural.

História do Direito do Trabalho
GERSON LACERDA PISTORI
Editora: LTr (0/xx/11/3826-2788)
Quanto: R$ 30 (136 págs.)
Pistori desenvolveu trabalho de pesquisa e compreensão do tema em dissertação de mestrado (PUC-SP).

A Imputação Objetiva no Direito Penal
GÜNTHER JAKOBS
Editora: Revista dos Tribunais (0800-702-2433)
Quanto: R$ 20 (95 págs.)
Em versão atualizada pelo tradutor André Callegari volta à obra de Jakobs, publicada originalmente em 2000.

Crimes e Julgamentos Famosos
J. CRETELLA JR.
Editora: Revista dos Tribunais
Quanto: R$ 23 (144 págs.)
Cretella produziu 70 textos breves, em narrativas de leitura agradável reunindo temas do título.

Responsabilidade Tributária
OBRA COLETIVA
Editora Dialética (0/xx/11/5084-4544)
Quanto: R$ 48 (239 págs.)
Maria R. Ferragut e Marcus V. Neder reuniram equipe de estudiosos escrevendo ensaios e coordenando o livro.

Processo Administrativo Tributário
OBRA COLETIVA
Editora: Quartier Latin (0/xx/11/3101-5780)
Quanto: R$ 78 (321 págs.)
Contribuições diversificadas reunidas por Ronaldo Pizolio, trazem perfil amplo e atual do processo tributário.

Categoria: Direito
Escrito por dedeabel às 11h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

LE MONDE DIPLOMATIQUE

7.


Chegando às bancas o número 3 do Le Monde Diplomatique Brasil. François Chesnais escreve sobre a crise nos mercados. A África Negra desestruturada a partir das invasões portuguesa e marroquina – Os impasses no Oriente Médio – O Equador e sua “revolução cidadã” – O declínio dos EUA – Os sem-teto às portas de São Paulo – Moshe Lewin escreve sobre os 90 anos da Revolução Russa – Neurociências a serviço do mercado -

Escrito por dedeabel às 11h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

LENDO A HISTORIA DO MUNDO

LIVROS E REVISTAS

1.


No mês da Consciência Negra, Milton Santos está na capa da Fórum. O debate sobre as cotas para afrodescendentes e a necessidade de polí­ticas para assegurar igualdade são temas de reportagens


2. Nas bancas a Revista Cult nº 119. Traz uma alentada entrevista com Istvan Mészaros, que fala sobre o neoliberalismo, os caminhos da esquerda e a economia.


3.

Nas bancas a revista Historia Viva de novembro. Traz um dossiê sobre Terrorismo. Artigos principais: Escravos na Conjuração Baiana – Leni Rienfestahl, a cineasta que revolucionou a propaganda nazista – Século XX: quando as Malvinas foram argentinas.






4.

Nas bancas o número 26 da Revista de História da Biblioteca Nacional. Traz um dossiê dobre os 70 anos do IPHAN. Entrevista com Paulo Fernando de Moraes Farias, que recomenda: “Para se conhecer a África, é preciso ir à África” – Artigos sobre as eleições no Império, os rios do Maranhão, a tela O último Tamoio, de Rodolfo Amoedo, entre outros.

Escrito por dedeabel às 11h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

3. CRISE ESTRUTURAL?

Crise alimentar, energia e clima: nova geopolítica da fome?No momento em que o preço do barril de petróleo ultrapassa os U$ 90,00, uma outra onda, contínua e silenciosa, se espraia pelo mundo. Trata-se da alta dos preços agrícola, em especial dos gêneros alimentícos. A análise é de Francisco Carlos Teixeira. > LEIA MAIS Internacional

Escrito por dedeabel às 11h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

COMO ACABAR COM A POBREZA

FONTE: BOLETIM MINEIRO DE HISTORIA

 

BRASIL


1.
Pobreza tem cura
José de Souza Castro, do
Tamos com Raiva e da revista Novae

O jornal paulista preferido das 400 famílias mais ricas do país, "O Estado de S. Paulo", tratou de minimizar hoje as informações que obteve em primeira mão, graças ao jornalista Roldão Arruda, de um estudo do IPEA (Instituto de Pesquisa Aplicada), ligado ao Ministério do Planejamento, muito favorável ao governo Lula. O estudo será divulgado oficialmente nos próximos dias. Ele diz que em 2005 os gastos federais com programas e ações sociais foram de R$ 18 bilhões, contra apenas R$ 1,3 bilhão em 1995, no governo Fernando Henrique Cardoso.

Os R$ 18 bilhões, é verdade, são ainda muito pouco para tirar o Brasil da situação penosa em que foi deixado por todos os governos, nos últimos 500 anos. Representam apenas 0,83% do Produto Interno Bruto (PIB). Mas em 1995 eram tão somente 0,08%, percentual que nenhum tucano de boa plumagem se dá ao trabalho de abrir o bico para anunciar.

Em 2005, o economista americano Jeffrey D. Sachs publicou o livro "The End of Poverty: Economic possibilities for our time". O livro foi traduzido para o português com o título "O Fim da Pobreza", que pode ser comprado no Submarino por 5 x R$ 11,50 sem juros. Considerado pela revista Time uma das cem pessoas mais influentes do mundo, o autor deve ter sido lido por pessoas da equipe de Lula. Ele explica como, nos últimos duzentos anos, a riqueza se tornou desigual no planeta e expõe os motivos que impedem as nações mais pobres de melhorar sua sorte. Ele também ensina a fazer um diagnóstico detalhado dos desafios econômicos a serem enfrentados por um país e a descobrir as possíveis saídas, propondo soluções de curto prazo. Ao mesmo tempo, dirige duras críticas aos países ricos – em especial os Estados Unidos – e aos organismos financeiros internacionais. Lula também deveria ler, se não fosse pedir demais. (Eu tenho em casa um exemplar de capa dura que emprestaria com muito orgulho ao nosso ilustrado presidente.)

Mas, por que estou citando Sachs, além do desejo inconfessável de mostrar alguma erudição? É que ele confirma que, sem isso que o governo Lula está fazendo, não é possível tirar milhões de famílias da miséria. Sachs diz que desde 11 de setembro de 2001 os Estados Unidos desfecharam uma guerra contra o terror, sem levar em conta as causas mais profundas da instabilidade global que criam as condições para o terrorismo. Em 2005, os Estados Unidos consumiram 450 bilhões de dólares com gastos militares e apenas 15 bilhões para responder às demandas dos países mais pobres entre os pobres. De cada 100 dólares do Produto Interno Bruto americana, apenas 15 centavos foram destinados a ajudar os pobres.

Pelos cálculos de Sachs, para acabar com a pobreza no mundo até 2025, seria preciso apenas que os países ricos elevassem para 0,7% de seu PIB o valor de sua ajuda ao desenvolvimento dos países pobres. Com isso, haveria a cada ano US$ 175 bilhões disponíveis, equivalentes a 0,7% do PIB de R$ 25 trilhões dos países ricos em 2002. Hoje não chega a 0,2%. Em 2005, os custos da guerra no Iraque superaram os US$ 5 bilhões por mês, comparados com o US$ 1 bilhão gasto, durante todo o ano, para atingir as Metas do Milênio.

Portanto, o mau exemplo vem do país mais rico do mundo, que tenta impor suas regras a todos nós.

Felizmente, nesse aspecto, parece que Lula não está disposto a seguir Bush. Vejamos os dados publicados hoje pelo Estadão. Os gastos de R$ 18 bilhões, em 2005, foram com pagamentos dos benefícios de prestação continuada (BPC) e do Bolsa-Família e com serviços de ação continuada (SAC) e Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti). São programas que resultam da regulamentação de direitos previstos na Constituição de 1988. O Bolsa-Família foi criado em 2004, com a junção de quatro programas vindos do governo FHC, e os pagamentos a cada família variam entre R$ 60 e R$ 120 por mês. Pela Constituição, qualquer pessoa que demonstre ter renda inferior a ¼ do salário mínimo e que esteja fora do mercado de trabalho por incapacidade ou idade (mínimo de 65 anos) pode requerer o BPC e receber mensalmente um salário mínimo. O BPC atendia em 1995 a 1,2 milhões de pessoas. Em 2005 o número chegou a 2,8 milhões. É graças a ele que hoje os idosos ganharam uma posição de respeito em milhões de famílias brasileiras.

Os velhos deixaram de ser um peso-morto e se transformaram em arrimo.

Em entrevista a Roldão Arruda, o coordenador do estudo, economista Jorge Abrahão, disse que os gastos do governo com programas e ações sociais ajudam a empurrar as economias locais nos municípios mais pobres. "O gasto social se transforma em consumo, especialmente de alimentos". Por outro lado, os investimentos na ampliação da rede de ensino e de saúde pública geram empregos que também alimentam as economias locais. "Em alguns municípios, o que uma família recebe por mês com Bolsa-Família corresponde ao que recebia num ano fazendo pequenos biscates", diz o economista. Ele lembra que parte do benefício paga retorna ao governo, porque, ao consumir, o beneficiado paga impostos.

A recuperação do valor do salário mínimo, outro feito do governo Lula, teve impacto sobre os programas sociais, pois muitos benefícios são regulados pelo mínimo – e 14 milhões das 21 milhões de pessoas que recebem aposentadorias e pensões da Previdência Social ganham um salário mínimo. No período analisado, o número de benefícios concedidos pela Previdência passou de 14,5 milhões para 21,2 milhões. A quantidade de merenda escolar servida anualmente subiu de 4,6 bilhões para 7,3 bilhões. A compra anual de livros didáticos foi de 57 milhões para 120 milhões de exemplares. O programa de saúde da família, que tinha 724 equipes em 150 municípios, passou a 30 mil em 5 mil municípios.

Como no Brasil o governo tradicionalmente se personifica na pessoa do presidente da República, tais números explicam por que Lula é tão popular e sua gente já pensa num terceiro mandato para continuar no governo. Como disse o deputado federal Fernando Ferro (PT-PE), autor de um projeto apresentado à Câmara dos Deputados para permitir nova reeleição do presidente da República: "Fui oposição muito tempo. Agora sou governo e gosto muito. Não pretendo mais deixar de ser. Desejo longa vida à oposição... na oposição".

Enquanto isso, os opositores de Lula fazem de tudo para esconder seus feitos (mas não adianta, porque eles são sentidos na pele por cada miserável eleitor deste país). O "Estadão" tratou de esconder a notícia, um furo, com uma pequena chamada na parte de baixo da primeira página, com um título inócuo: "Gastos com verbas sociais vão a R$ 18 bilhões em dez anos". Ao lado, com destaque igual, pôs uma notícia pouco favorável ao governo, com o título “Incor agora corre o risco de ficar obsoleto". Tudo porque, até agora, não foram liberados os R$ 100 milhões de dotação incluída pelos senadores no Orçamento da Saúde neste ano. Como se sabe, o Incor, do Hospital das Clínicas de São Paulo, é o preferido dos senadores e outros políticos com problemas cardíacos. Foi nesse hospital público que morreu no dia 20 de julho o senador Antônio Carlos Magalhães, depois de ficar internado por 37 dias.

Ao lado dessas duas notícias, o que se destaca é uma foto legenda sob o título: "Nordeste: em 2022, ainda educação de 3º Mundo". A reportagem de Eduardo Nunomura diz que em 2022, ano do bicentenário da Independência, o Brasil pretende atingir a meta do índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) estabelecido pelo governo, mas apenas 44 de cerca de 1.400 municípios do semi-árido brasileiro terão qualidade de primeiro mundo, da educação infantil à 4ª série do primeiro grau. O número sobe para 58, da 5ª à 8ª séries. Hoje a média nacional, nesse índice, é de 3,8 no primeiro ciclo e de 3,5 no segundo, mas no semi-árido (uma região que vai do Norte de Minas ao interior do Nordeste) a média está em 2,7.

Esse índice foi criado pelo economista Reynaldo Fernandes, presidente do Inep. Para melhorá-lo, o ministro da Educação, Fernando Haddad, lançou este ano a Caravana da Educação. Das 1.242 cidades que receberão ajuda do MEC para melhorar mais rapidamente seu índice, 820 são do semi-árido.

A educação básica, todos concordam – até o "Estadão" – é essencial para tirar famílias da miséria e para desenvolver o país.

Escrito por dedeabel às 11h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

ABRA MAIS O BOLSO...



Escrito por dedeabel às 11h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/11/2007


POLITICOS USAM LARANJA PARA COMPRAR RADIOS

Conselho condena Renan e outra cassação vai a plenário

Por 11 a 3, senadores decidem que presidente da Casa, licenciado, quebrou decoro

Peemedebista foi derrotado no julgamento sobre a aquisição de rádios em Alagoas, mas foi absolvido no processo da Schincariol

ANDREZA MATAIS
FELIPE SELIGMAN
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

O Conselho de Ética do Senado aprovou ontem, por 11 votos a 3, o relatório do senador Jefferson Péres (PDT-AM) que pede a cassação do presidente licenciado do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), por quebra de decoro no caso de sociedade em rádios de Alagoas. O senador deverá ser julgado no plenário da Casa na quinta.

É a segunda vez, num período de dois meses, que os senadores recomendam a perda de mandato do peemedebista. Péres apresentou sete indícios de que Renan teria usado laranjas para comprar rádios e um jornal em Alagoas, o que, para ele, configura quebra de decoro.

A denúncia partiu do empresário João Lyra, que seria o sócio de Renan, e foi protocolada pelo PSDB e DEM, que votaram fechados a favor da cassação. A decisão sobre se Renan será cassado caberá ao plenário. São necessários 41 votos para que o senador fique inelegível até 2019, quando terá 63 anos. A base aliada tem 53 votos, mas está rachada.

No primeiro caso analisado, das acusações de que a empreiteira Mendes Júnior teria pago pensão à jornalista Mônica Veloso, com quem Renan tem uma filha, 40 senadores o absolveram, 35 pediram a cassação e 6 se abstiveram.
Dos 14 senadores que votaram ontem, apenas os três do PMDB -Wellington Salgado (MG), Almeida Lima (SE) e Valdir Raupp (RO)- rejeitaram o relatório de Péres. Os demais partidos votaram fechado a favor da cassação.

Antes de aprovar o parecer de Péres, os senadores livraram Renan de outro processo. Com 9 votos, ele foi absolvido da acusação do PSOL de que teria ajudado a Schincariol a reverter dívida com o INSS em troca de a cervejaria ter comprado fábrica de seu irmão, o deputado Olavo Calheiros (PMDB-AL), a preço acima do valor de mercado. A oposição, com cinco votos, se absteve na votação desse relatório.

Renan ainda responde a outros dois processos: é acusado de montar esquema de desvio de dinheiro em ministérios do PMDB e mandar espionar os colegas. Há ainda uma terceira parada na Mesa Diretora que o acusa de apresentar emenda ao orçamento para beneficiar empresa fantasma.
A sentença de Péres só foi conhecida ontem durante a leitura do relatório. Com isso, ele conseguiu evitar que os renanzistas apresentassem voto em separado para derrubar o pedido de cassação.

Prova primária
O senador considerou como "prova primária" o depoimento do empresário João Lyra, que "afirmou categoricamente" ter sido sócio de Renan na compra de rádios e de um jornal por meio de "laranjas".
Na época, em 1998, o senador era ministro da Justiça e teria, segundo o relatório de Péres, negociado a compra dos veículos no próprio gabinete.
O advogado de Renan, José Fragoso, disse que o senador apenas intermediou a venda. "Não se concebe que um ministro de Estado ocupe-se de negócio de tal natureza sem que esteja diretamente nele interessado", escreveu Péres.

O relator aceitou o argumento da defesa de que Lyra e Renan são inimigos políticos e disse que foram os documentos apresentados pelo empresário que embasaram sua convicção. Neles, segundo Péres, evidencia-se que José Queiroz de Oliveira, Tito Uchôa e Renan Calheiros Filho participaram da sociedade com Lyra como "laranjas" de Renan.

Escrito por dedeabel às 02h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

OS DONOS DE RADIO EM CAICO

saiba mais

Políticos usam brecha para controlar mídia

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

A possibilidade de um político ser proprietário de um veículo de comunicação é polêmica. A Constituição determina que, após a posse, parlamentares não poderão ser proprietários, controladores ou diretores de empresa que "goze de favor decorrente de contrato com pessoa jurídica de direito público". Ou seja, pela Constituição, os políticos não podem ser donos de concessões dadas pelo Estado. Como emissoras de rádio e TV são concessões públicas, a Carta impediria que parlamentares fossem donos de emissoras. Esse entendimento, porém, pode ser questionado.

O Código Brasileiro de Telecomunicações (1962) não impede que políticos sejam proprietários de rádios ou TVs. O parágrafo único do artigo 18 da lei diz que quem estiver em exercício de imunidade parlamentar ou em gozo de foro especial não poderá exercer a função de gerente ou diretor da empresa.

Escrito por dedeabel às 02h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

QUEM CONTROLA OS GASTOS PUBLICOS NO SERIDO?

Quem obedece a lei nesse país? Conceberam a Lei de Responsabilidade Fiscal. Entao, os espertos da Uniao, dos Estados criaram uma tal de DRU e DRE. Desvinculacao de Receitas da Uniao. Os governadores quiseram a DRE. Desvinculacao de Receitas do Estado. Objetivo: fugir do crivo da Lei de Responsabilidade Fiscal. Cria-se uma fundacao de combate a miseria e pronto. Os recursos carreados para esta organizacao foge do controle da LRF. E gasta-se muito. O contribuinte que pague o imposto para manter esta megaestrutura perdularia.

Perpetua-se o esquema: paga-se mais impostos e o Estado gasta cada vez mais sem controle. E as Escolas, a Seguranca Publica, as Estradas, o Saneamento basico, a infraestrutura das cidades nao recebem os recursos necessarios que sao desviados via DRU, DRE ou outro esquema fraudador das contas publicas.

O Governo Petista procura, mas nao consegue atalhar a situacao. Para mudar a legislacao precisa do apoio do Congresso. Raciocinemos que nao havera mudanca tao cedo. Porque?

Ora, nao promovemos a reforma politica partidaria e eleitoral. A partir desta seria possivel promover as outras reformas requeridas para saneamento das financas publicas, para o Pais crescer.  O Congresso eh fisiologista ou adepto do que "eh dando que se recebe". Tudo continua com antes no quartel de Abrantes.

O PT nao tem forcas para mudar o sistema. Precisa do PMDB, PSB e acordos com outros partidos. Alem de enfrentar a oposicao cerrada dos DEM e PSDB. E nao se consegue destravar o País como quer o Presidente Lula.

A analise equivocada de Gustavo Patu, abaixo, poe na responsabilidade do PT toda a situacao. Sabemos que o congresso eh dominados pelos grandes partidos. Quais? PT, PSDB, DEM, PMDB, PR e tantos outros. Esta turma manobra o País. O PT nao consegue liderá-los. Mesmo porque nao querem que isso aconteça. Nunca.

ANÁLISE

União descumpre controle de gasto desde 2005

GUSTAVO PATU
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Medidas de controle do aumento dos gastos públicos -como a promessa de limitar as despesas com o funcionalismo público incluída na negociação da CPMF- têm sido anunciadas e abandonadas pelo governo nos últimos três anos. A cada ano, as propostas se tornam menos ambiciosas, mas nem assim são cumpridas.
Em 2005, foi enviado ao Congresso um projeto que, na retórica da área econômica, seria uma "revolução": fixava-se um teto de 17% do PIB para as despesas correntes, ou seja, com pessoal, custeio administrativo e programas sociais, a ser aplicado a partir do ano seguinte. Com isso, argumentava-se, seria possível deter o aumento da carga tributária.

A administração petista, porém, vivia a crise política desencadeada pelo mensalão e precisava de mais generosidade orçamentária para recompor sua base de apoio no Congresso e disputar com chances a campanha de 2006. O resultado foi que o próprio Executivo trabalhou para incluir no projeto uma série de exceções que, na prática, esvaziaram o texto.

Em 2006, a nova proposta para disciplinar a escalada de despesas mostrava a desmoralização da anterior. O governo prometia reduzir as despesas correntes -então já estimadas em 17,7% do PIB- ao ritmo de 0,1 ponto percentual do produto a cada ano. Ou seja, ao ritmo proposto, só em 2013 seria restabelecido o patamar definido anteriormente.

Alguns meses depois, em plena campanha reeleitoral, a proposta de Orçamento para 2007 ignorava o compromisso e estabelecia gastos correntes de 18,4% do PIB, pelas projeções da época. Os maiores reajustes desde 1995 para o salário mínimo e os vencimentos dos servidores federais alimentavam a escalada dos gastos.

Reeleito Lula, foi apresentado um projeto, incluído no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), para o controle das despesas com pessoal, que não deveriam crescer, a cada ano, mais de 1,5% acima da inflação. A medida deveria abrir espaço no Orçamento para a desejada expansão das obras em infra-estrutura.
No entanto, num governo no qual é forte a influência dos sindicatos ligados ao funcionalismo, o projeto nunca andou na Câmara, bombardeado pelo próprio PT e seus aliados à esquerda e sem receber nenhum esforço efetivo do Palácio do Planalto por sua tramitação.

Diante do fracasso da proposta, o governo admitiu renegociar o texto com os sindicatos ligados aos servidores, conforme a Folha noticiou em julho. Desde então, a disposição não produziu resultados palpáveis -a não ser a promessa reciclada de limitar o crescimento real dos gastos com pessoal a 2,5% anuais, vendida como novidade nas negociações para prorrogar a CPMF.

Escrito por dedeabel às 02h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

CAICO PODE FAZER O MESMO?

A PREOCUPACAO COM O SANEAMENTO BASICO PODE CHEGAR A NIVEIS PREOCUPANTES. ALIAS, CAICO PASSA POR UM PROCESSO DE IMPLANTACAO DE ESGOTO GERAL. NAO SABEMOS O ALCANCE DO PROJETO. ATINGIRÁ 100%  DAS RESIDENCIAS? CLARO QUE NAO ATINGIREMOS ESTE PERCENTUAL. ENTRETANTO O OBJETIVO EH ALCANCAR O MAXIMO.

 

PARANÁ: CORTE DE ÁGUA PUNE ESGOTO IRREGULAR
O governo do PR determinou a suspensão do fornecimento de água no litoral do Estado a residências cujos donos se recusarem a ligar o esgoto doméstico à rede coletora. A medida pretende coibir ligações clandestinas, que jogam detritos no mar. A determinação vale aos 399 municípios. Quem não atender ao prazo de até 30 dias pode ter a água cortada e pagar multa de R$ 500.

Escrito por dedeabel às 01h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

ALDEIA GLOBAL VISTA POR NELSON DE SA

Toda Mídia

Nelson de Sá

"Nova era"


"Financial Times"
Charge da coluna "Bem-vindo ao novo mundo da demanda sem freio de energia", de Martin Wolf


Em três anos, a demanda por energia na China saltou o equivalente ao consumo anual do Japão. O dado, escreve Martin Wolf no "Financial Times", explica o petróleo a US$ 100 e levanta "questões estratégicas", a começar da "mudança no equilíbrio de poder" em favor de Vladimir Putin, Hugo Chávez. E não tem jeito, "nada, fora catástrofe", vai parar China e Índia.
E no "Washington Post" Robert J. Samuelson deu a coluna "Geopolítica a US$ 100". Para ele, que também cita Chávez e outros, é "uma nova era geopolítica".

 

Aqui, Reuters Brasil, Terra e outros destacaram, na manchete da primeira, "Lula minimiza críticas a terceiro mandato de Chávez". No "Jornal Nacional", "O presidente Lula defende Chávez no episódio em que o rei da Espanha mandou o venezuelano se calar.
Chávez que falou ontem e rendeu o título de que ele "vê petróleo a US$ 200 se Irã for invadido", no "FT". Também declarou, na manchete do "El País", "Empresas espanholas vão ter que prestar mais contas".

FIGURINO
Em longo texto, o argentino "El Cronista Comercial" destacou, sobre o Tupi, que "Brasil começa a provar seu novo figurino de potência global".
E o estatal chinês "Diário do Povo" deu "especial" sob o título "Brasil eleva suas ambições depois da maior descoberta" -com atenção maior às idéias do presidente da agência de petróleo, Haroldo Lima, "líder tradicional do Partido Comunista do Brasil", que é próximo do PC chinês.

OPEP, NÃO
O Investor's Business Daily, postado por CNN Money e sites de busca, escreveu ontem que o novo campo "é uma boa notícia não só para o Brasil, mas para todos nós". E que o país não deveria "arruinar" a descoberta se unindo à Opep, "sob controle da Arábia Saudita" e cada vez menos influente no mercado mundial.
O "caminho independente", aconselha a publicação, é o meio de "manter os preços baixos" e "ajudar os pobres".

Livia Corona/nytimes.com
"APÓS O CAUDILHO"
Fidel Castro atacou os "socialistas" que não defenderam Chávez contra o rei e, dois dias depois, o "New York Times" deu na home longo perfil da chilena Michelle Bachelet, "uma das mulheres" que comandam a região


NEM TÃO DIVIDIDOS
Num despacho em vários sites, dois dias atrás, "Nações em desenvolvimento estão divididas sobre Doha", a novela sem fim. Na Associated Press, ontem, após obter o rascunho da declaração dos 70 países que foram reunidos pelo chanceler Celso Amorim em Genebra, "Brasil, China, Índia cobram "maiores esforços" dos países ricos sobre Doha". Sob crítica de EUA e União Européia, os emergentes ganharam o reforço, ao menos nos títulos, da China.

CONTRA "GOVERNOS"
Vinton Cerf, "um dos pais da internet", no dizer da Reuters Brasil, questionou no Rio a idéia de "uma estrutura nos moldes da ONU" para gerir a web. "É errado" por envolver "governos", argumentou ele.
Hoje o comando é da Icann, "organização sem fins lucrativos" mas, nota a agência, "vinculada ao Departamento de Comércio dos EUA". Cerf foi diretor da Icann até outubro.

E CONTRA "POPSTAR"
Já o blog Business Technology, do "Wall Street Journal", ironizou a "semana do zunido da internet no Brasil", aconselhando arrumar "repelente" contra "especialmente China e Brasil" -que questionam o "poder de veto" que os EUA mantém sobre a Icann.
Criticou o "popstar" Gil por declaração no dia anterior. Mas "não se preocupem, os EUA não cedem o controle".

Leia as colunas anteriores
@ - Nelson de Sá

Escrito por dedeabel às 01h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

AVIAO MOVIDO A LUZ SOLAR

ENGENHARIA

Avião solar rende tecnologia para energia renovável eficaz

RICARDO BONALUME NETO
DA REPORTAGEM LOCAL

Um ano antes de seu vôo de estréia, o primeiro avião movido a energia solar já deu frutos na área de energia sustentável. Graças à necessidade de economizar peso, a aeronave Solar Impulse conseguiu reduzir pela metade o peso das células solares, além de melhorar a eficiência das baterias de lítio.

Um dos líderes do projeto e um dos pilotos do avião, André Borschberg, apresentou ontem em palestra em São Paulo o desenho final do protótipo da aeronave, revelado há uma semana na Suíça. Ele veio ao Brasil a convite da Solvay, multinacional suíça que é uma das patrocinadoras do Solar Impulse.

O protótipo deverá ter uma asa com 80 metros de envergadura quase toda coberta por painéis solares, "que são como filmes plásticos finos", segundo Borschberg. A estrutura será feita de fibras de carbono e plásticos especiais; apenas o mínimo indispensável de metal será usado, na fiação elétrica.

A idéia de construir o modelo -e usá-lo para dar a volta ao mundo- foi do explorador suíço Bertrand Piccard, o outro piloto. Ele percorreu o mundo em balão em 1999, e imaginou como seria fazer a viagem sem emitir poluição.
"É um símbolo do que precisa ser feito", diz Borschberg. Voar comercialmente com energia solar, porém, é algo ainda impensável e tecnologicamente distante.

Cada metro quadrado de painel solar produz só 30 Watts de energia por dia, segundo Borschberg. Com 200 m2, a energia "é a mesma de uma árvore de Natal com duzentas lâmpadas de 30 watts". A energia coletada de dia é armazenada nas baterias para uso de noite, e a velocidade do avião oscila de 50 km/h a 100 km/h.

Categoria: Engenharia
Escrito por dedeabel às 01h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

15/11/2007


QUAL SERA A DROGA MAIS CONSUMIDA EM CAICO?

Creio que em Caico as drogas mais consumidas seja o cigarro e o alcool. Drogas de farmacia, tambem tem alto consumo.

Dia desses na Tv Cultura SP, um medico de Porto Alegre RS afirmava que o Governo gastava mais dinheiro com os internados por efeito das drogas na seguinte ordem:

1. Cigarro 

2. Alcool

3. Cola de sapateiro 

4.Drogas psicoativas (de farmacia)

5. Maconha 

6.Cocaina 

7.outras drogas

Pena que nao existam estudos no Brasil que diagnostiquem realmente o que acontece no consumo de drogas. Para combater o inimigo é preciso conhecê-lo.

 

 

RUY CASTRO

Prazeres fatais

RIO DE JANEIRO - Bem que o tráfico carioca dizia: o crack é mau negócio. É barato, pega o sujeito de saída e mata rapidinho. É droga de pé-de-chinelo -uma pedra custa R$ 5, o efeito passa num instante e o fulano logo precisa fumar outra. Se alguém na boca começa a usar, arrebenta com o esquema. Além disso, "suja" a vizinhança: no desespero por mais uma pedra, o usuário achaca quem puder, inclusive parentes e amigos. Donde, se o Rio passou a década de 90 sem crack, não foi porque a lei reprimiu, mas porque o traficante não quis. Nem precisava, com a cocaína garantindo a féria.

Mas a pressão de grupos de fora, que, dizem, tinham um importante crédito com o carioca, impôs o crack no Rio há três anos. Os resultados já estão à vista: pelo volume de apreensões, pode-se imaginar o consumo. Não demora a ser o principal artigo nas "comunidades", desbancando a cocaína, mais lucrativa, estável e "adulta". No crack, pode haver menores de 10 anos fumando e vendendo.
Se a cocaína está perdendo mercado no morro, sua queda no asfalto é ainda mais acentuada. Em seu lugar, para os meninos de classe média para cima, é a vez do ecstasy. É o principal combustível das festas rave, como indispensável complemento àquela "música" que, provavelmente, seria intolerável sem ele.

Comparado ao crack, que corrompe tudo à sua volta, o ecstasy é quase "limpo". É uma droga sintética, um comprimido, fácil de esconder, de transportar ou de engolir, e sua compra e venda se dão entre iguais. São outras pessoas de classe média que a fornecem, dispensando ao boa-roupa a subida do morro, o contato com a metralha e os riscos inerentes. O efeito também é diferente: pode durar horas. Só o fim é inevitavelmente igual -em pouco tempo, dependência, miséria, solidão, loucura e morte.

Escrito por dedeabel às 00h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

E AS CONTAS PUBLICAS, COMO VAO?

O Clovis Rossi, da Folha SP, nos diz que "Têm que pagar, tem que cobrar", ta certo. O problema é que pagamos impostos, e os recursos arrecadados sao desviados. Sao muitos os processos que investigam as administraçoes municipais pelo Brasil. O ralo da corrupcao é muito atuante. Há desvios de toda ordem: municipais, estaduais e federais.

A distribuicao do bolo altera-se ao longo do tempo. Alguns dizem que as mudancas na area tributaria, a reforma tributaria, aconteceu apenas para corrigir o destino do bolo arrecadado. Os municipalistas querem mais. A Uniao reclama que necessita mais. E o contribuinte que pague. Que contribuinte? Em quais proporcoes? Paga mais quem ganha mais?

 

 

CLÓVIS ROSSI

Têm que pagar, tem que cobrar

SÃO PAULO - Esse velho e bom Quixote chamado Adib Jatene tem toda a razão quando cobra que os ricos paguem impostos, conforme relatou ontem a imperdível coluna de Mônica Bergamo. Em diálogo com Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Jatene queixou-se: "Os ricos não pagam imposto, e por isso o Brasil é tão desigual. Os ricos têm que pagar para distribuir renda".

Tem razão, mas é reducionismo atribuir a desigualdade no Brasil apenas ao fato de os ricos não pagarem impostos (até pagam, mas menos do que manda o pilar central do tributarismo, segundo o qual paga mais quem mais ganha).
Do jeito que o Brasil tem sido administrado nos últimos 507 anos, mesmo que os ricos pagassem muito mais, ainda assim haveria uma enorme desigualdade. O problema do Brasil não é apenas a estrutura tributária nefanda, de que a CPMF é um bom exemplo, ainda que Jatene a defenda.

O bancário paga, cada vez que faz movimentação financeira, o mesmo 0,38% que paga o dono do banco. E certamente faz mais falta ao bancário o seu 0,38%, por pouco que seja em reais, do que o 0,38% do banqueiro, por muito que seja em valores absolutos. Uma segunda ordem de problemas -mais importante em termos de redução de desigualdade- é o uso que o governo (qualquer governo) faz do dinheiro.

Nesse ponto, é ilustrativa recente pesquisa divulgada pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, clubão dos 30 países mais ricos do mundo, com a qual o Brasil negocia a adesão): apenas 12% dos brasileiros consultados acham que o governo faz bom uso do dinheiro dos impostos. É pouco mais da metade da média latino-americana (21%). Não há, pois, hipótese de um contrato social amplamente aceito, como deveria ser a tributação.


crossi@uol.com.br

Escrito por dedeabel às 00h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Ah se ja existisse em Caico

Noticia boa para a educacao. O mundo moderno, este computador que usamos neste momento, surgiu a partir das Universidades. O desenvolvimento depende da educacao. Investir na educacao é o que o Japao e Estados Unidos, por exemplo, fazem há muito tempo. Estamos ensaiando devagarzinho.

 

Antes tarde do que nunca. Mas o mundo tem pressa. Dá pena vermos nossas escolas publicas abandonadas, desprestigiadas. Os professores reclamam por melhores salarios, melhores condiçoes de trabalho.

 

 

Escolas vão testar carteira com computador de baixo custo embutido em 2008

Fernando Donasci/Folha Imagem
"Carteira informatizada' ganhou o nome de LapTup-niquim


DA AGÊNCIA FOLHA, EM CAMPINAS

Inovações tecnológicas para a área de educação, como uma carteira escolar com computador de baixo custo embutido, estão sendo apresentadas no LatinDisplay 2007, em Campinas (95 km de SP).
O evento, que começou anteontem e termina amanhã, reúne estandes de empresas e centros de pesquisa.
A "carteira informatizada" recebeu o nome de LapTup-niquim (Linha de Apoio Pedagógico Tupiniquim). Cem unidades serão usadas pela primeira vez em 2008, em três salas da rede municipal de Serrana (315 km de SP).

O diretor de Projetos e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Serrana, Miguel João Neto, estima que 300 estudantes devam usar o equipamento em 2008. A cidade, de 40 mil habitantes, tem 8.000 alunos na rede pública.
O LapTup-niquim custa cerca de R$ 800. A patente é livre para outras escolas públicas. "Com o equipamento, estamos propondo que as crianças, ao conviverem com as inovações tecnológicas, não percam de vista, por exemplo, a escrita manual, usando um dispositivo de entrada de dados ativado por lapiseiras", disse Neto.

A carteira possui um "vidro inteligente" que pode servir como tela de computador ao ser levantada. Nessa tela, o aluno pode acessar a internet.
Outra novidade apresentada no evento são os displays (telas) reflexivos e flexíveis de plástico. Eles devem chegar ao mercado em dois anos e consistem em telas maleáveis como folhas de papel, no tamanho de canetas, que podem ser enroladas e guardadas no bolso. Eles poderão ser usados em celulares e telas de computador ou TV. (MAURÍCIO SIMIONATO)

Escrito por dedeabel às 00h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]



Perfil

Meu perfil
BRASIL, Nordeste, CAICO, Centro, Homem, Portuguese, Arte e cultura, Política
MSN -

Histórico